Trilha do Padre

Dia 06 de agosto de 2016 pode até ter sido um dia comum para muitos, mas para nós do Mural de Aventuras foi um dia de desafio. Nos encontramos no horário combinado, fizemos os ajustes necessários nas bikes e partimos para a trilha. 
Saímos do ponto de encontro, fomos para um estradão próximo a BR 324, onde tivemos a sorte de encontrar duas ladeiras incríveis, daquelas que a cada pedalada que damos, a ladeira parece que vai ficando maior (ainda conseguirei subir essas duas ladeiras...). 
Com a pior parte já para trás, pegamos um trilhão em direção a Igreja que não demorou muito a aparecer no horizonte. Pensei na hora: finalmente estamos próximos a Igreja!! Paramos para descansar um pouco e logo quando estávamos iniciando o último trajeto antes de chegar na Igreja... me aparecem 3 cães latindo e correndo em minha direção... Eu ainda estava colocando a mochila... Nunca consegui clipar tá rápido quanto neste dia (hehehehe).
Chegando a Igreja me surpreendi com o local: extremamente calmo, pessoas acolhedoras. Mas nosso objetivo era pegar o single track, single track esse de mata alta, quase fechada com boa descida e várias pedras soltas...

Novo Muralista: Silvana de Almeida Rocha Moreira

Bem-vindo ao novo Muralista: Silvana de Almeida Rocha Moreira.
Em breve atualizaremos a página "Muralistas" com a foto do mesmo de uniforme padrão!

Próxima Aventura: Trilha Caboto

Olá Pessoal,

Dia 27/08 (sábado) iremos fazer a Trilha Caboto na região de Candeias, uma aventura inédita do Mural de Aventuras que foi mapeada cuidadosamente pelo Muralista e filho da região Janilton Almeida (Ito). Tem tudo para ser mais uma TOP!!!

Dentre os atrativos podemos destacar o pedal pelo antigo Engenho da Freguesia,  um casarão de quatro andares, 55 cômodos e uma capela. É considerado um dos poucos locais do Recôncavo baiano a ter sua arquitetura original preservada. O local evidencia os anos áureos do açúcar na região. O chamado “ouro branco” foi base da ocupação litorânea e grande propulsor da economia nacional. Além disso, iremos experimentar o delicioso siri mole frito em um pier às margens da Baia de Todos os Santos.

Local e Horário de encontro: Para nossa segurança, divulgado apenas para os Muralistas por E-mail e WhatsApp.

Participação: Somente Mural Club.

Recomendações: estar bem alimentado, levar bastante água, alimentos e materiais para pequenos reparos na bicicleta (câmera, bomba, ferramentas, chave de corrente, gancheira, etc).

Nível de dificuldade 4 - Médio Alto (conheça os níveis), com aprox. 60 km. Lembramos que sem os equipamentos de segurança (capacete, tênis, luva...) não pedala no grupo.

Novo Muralista: Alexandre Gimenez

Bem-vindo ao novo Muralista: Alexandre Gimenez.
Em breve atualizaremos a página "Muralistas" com a foto do mesmo de uniforme padrão!

Perdidão New Tiririca e o Buraco do Esparro

Durante a semana que antecedeu a trilha, ouvi falar que faríamos um perdidão para descobrir novos trechos, por isso foi batizada de Perdidão New Tiririca. Pois é! Acho que levei a sério demais essa ideia de perdidão, vou explicar: Meu ponto de partida foi Candeias e o ponto de encontro do grupo no posto kona em Arembepe, decidi ir pela estrada da Cetrel que liga polo de Camaçari à Estrada do Coco (mesmo sem conhecer bem o caminho), ao acessar a Estrada do Coco, deveria seguir sentido Lauro de Freitas SQN, fiz o retorno e segui sentido Praia do Forte rsrsrs, quando percebí que estava no caminho errado, já tinha perdido muito tempo, liguei para Elson expliquei e pedi pra que me esperassem, e a resposta de Elsão foi:
- Vou consultar o grupo. Eles disseram que se você pagar a cerveja agente espera, seguido de uma risada larga.
Aceitei a proposta (não tinha outra escolha). Ao chegar no posto “atrasado” todos já estavam prontos, e só aí entendi o motivo da risada, éramos um grupo de 22 muralistas, esta cerveja iria sair cara rsrsrs.

Mas vamos a trilha: logo nos primeiros quilômetros uma parada para consertar a bike de Mineiro, enquanto Ciro e mineiro faziam o conserto GDI, Serjão e Carlinha se divertiam pousando para fotos na carcaça de um carro velho abandonado, como se estivessem dirigindo uma BMW. Bike consertada, muitos clicks.... Segue a trilha, depois de mais alguns quilômetros, chegamos ao famoso buraco do esparro, poucos conseguiram passar sem serem engolidos por ele, Mara chegou a ficar atolada até a cintura, muito engraçado! Buraco do esparro superado, seguimos por uma estrada que nos levaria a um verdadeiro paraíso no meio daquela reserva, batizado por Elsão de: ofurô do mural.

Novo Muralista: Leonardo Sacramento Silva

Bem-vindo ao novo Muralista: Leonardo Sacramento Silva.
Em breve atualizaremos a página "Muralistas" com a foto do mesmo de uniforme padrão!


Novo Muralista: Igor da Silva Moreira

Bem-vindo ao novo Muralista: Igor da Silva Moreira.
Em breve atualizaremos a página "Muralistas" com a foto do mesmo de uniforme padrão!

Trilha Itasap - Itacimirim e Sapiranga

Essa trilha é uma mistura das belezas de Itacimirim e Sapiranga. 
Ah, são tantas belezas que as fotos falam melhores que as palavras. Recheada de diversos terrenos, como estradão, subidas desafiadoras, descidas em alta e o famoso single track na Reserva de Sapiranga.

O que mais me motivou a participar foi o quase retorno de Peu as trilhas. Quando o Biker é brother, a gente até anima para fazer companhia e ficar no fundo fazendo aquela resenha, mas não se engane, esse é brocador nato! Não fez feio, nem ficou de mimimi, andou muito para quem estava parado. Parabéns, Peu!!

Normalmente faz a resenha quem mais chamou atenção na trilha por qualquer motivo, neste caso seria Kichute, pense num cidadão que “sofreu”? Pois é... Está pensando que ficar 45 dias parado e ir pedalar com essa galera insana é mole? Até dor de facão sentado ele teve. Paguei o que ele fez comigo na prova da Gantuá em março. Sacanagem a parte, você é um guerreiro. Sua força de vontade supera os obstáculos.

Percorremos 44km com 430m de altimetria. Trilha bem rápida e técnica. Para finalizar, paramos na barraca na barra do Rio Pojuca na praia em Itacimirim, indicada pelo nosso Coordenador JP.

Mural com Dendê

No último domingo o Mural de Aventuras foi representado por Elsão, Ito, Kichute e Thor na Trilha do Dendê, encontro de cicloturismo promovido pelo Grupo Valença Bike.
A organização do evento foi impecável! Depois de passarmos pelo centro da cidade de Valença, entramos em uma trilha cheia de surpresas. Teve forró, coco verde, pé-de-moleque, muitas subidas e descidas desafiadoras, pontos de hidratação com açaí, rave com Mural Sound System, guaraná, galera animada e até pitu com mortadela!KKKK.
Agradecemos a toda galera do Valença Bike e principalmente a Jovanda pela receptividade. Foi muito bom!!!
Aguardamos vocês na 6ª VOLTA DOS TRÊS FARÓIS aqui em Salvador que ocorrerá no dia 04 de dezembro.
*Huhuhu! A Muralidade rolou no Dendê!!!!*
CLIQUE NAS IMAGENS PARA AMPLIAR
















Novo Muralista: Thierry Philippe Pierre Andrade Vanden Broucke

Bem-vindo ao novo Muralista: Thierry Philippe Pierre Andrade Vanden Broucke.
Em breve atualizaremos a página "Muralistas" com a foto do mesmo de uniforme padrão!

2° Dia Ciclo Aventura Costa do Descobrimento: De Cumuruxatiba a Caraíva

Sou eu mesmo Kichute, rsrsrs, que inicia essa narração, pois um "serhumaninho" que não vou citar o nome...... não fez a resenha e sobrou pra mim essa responsabilidade de não termos nossa belíssima aventura divulgada!! Após uma noite bem dormida, e um café da manhã reforçado, iniciamos o nosso segundo dia da Ciclo Aventura Costa do Descobrimento, na aconchegante "Pousada Luana" em Cumuruxatiba. Como a pousada está localizada na parte superior do vilarejo, dispunha de uma linda vista para o mar, que não poderíamos perder de registrar nossa passagem. Tiramos algumas fotos e partimos em direção à Corumbau e posteriormente Caraíva, com aproximadamente 30 kms de pedal. Após alguns quilômetros de estradão, nos deparamos com uma tribo indígena local, que desta vez (não sei por que) não estavam disponíveis para fotos e para falar um pouco da sua cultura (como ocorrera na edição passada). Afinal, estávamos fazendo a mesma rota que nossos colonizadores fizeram, e não teria a mesma emoção se não encontrássemos os protagonistas da nossa história, e primeiros habitantes nativos da nossa terrinha.
No caminho, lindas paisagens de falésias com o mar azul esverdeado complementavam o visual, até chegarmos à praia de "Imbassuaba". Como é uma propriedade privada gostaria muito mesmo, de ser o feliz proprietário daquela parte de terra com visual magnífico. Até filmagem rolou e algumas poses para fotos. Com mais alguns quilômetros de pedal na beira do mar, avistamos "Corumbáu" uma ponta semelhante a de uma baía, com águas esverdeadas, e um recife de coral formando pequenas piscinas naturais, que convidavam qualquer turista a se banhar.
Paramos para hidratar (kkkk, nem preciso falar né), comer alguns tira gosto e mais tarde almoçarmos. Nesse meio termo, mais uma vez volto a lembrar a "vibe" dessa galera... Estávamos em um barraca de praia tranquila, com algumas famílias relaxando, e após alguns olhares curiosos dos que ali estavam, nos tornamos celebridades por um curto período...rsrs. Após tirarmos uma fotos com alguns fãns (kkkk, brincadeira), cheguei a uma conclusão de que as pessoas se "amarram" na maneira que fazemos nossas viagens, se deslocando por grandes distâncias com nossas bikes e sem nenhum carro de apoio! Isso sim é aventura meus amigos!!!
Final de tarde se aproximando, precisávamos atravessar mais um encontro de rio com mar, era o final de Corumbau se aproximando, mais o início de mais uma tortura na qual passaríamos após essa travessia, para chegarmos o paraíso chamado "Caraíva". Após a travessia do rio em pequenas canoas, logo nos deparamos com um estrada (MENTIRA.... não era estrada!!!KKKK) e sim um areal  de aproximadamente 5km, boa parte empurrando as bikes e em alguns momentos pedalando. Essa foi a parte ruim, mais que curou as cervejinhas tomadas, e nos levou até a estrada principal que nos levaria ao nosso destino.

Trilha Guasap - Não Aguasap

Tudo começou na noite anterior ao dia da trilha quando fui para Itacimirim para ficar mais perto do local de encontro que seria em Guarajuba. Logo na viagem o cacau caiu sem piedade sem contar que já tinha chovido 7 dias sem parar, até sugerimos fazer a alteração do nome da trilha de GUASAP para ÁGUASAP OU LAMASAP kkkkkkkkkkkk
Acordei às 05:00 hrs e as 06:00 hrs eu e JP saímos de Itacimirim e fomos para Guarajuba já pedalando e esquentando o motor (9 km) kkkkkkk Chegamos lá estavam quase todos no ponto de encontro e Pai de família chegou logo depois. Bom partimos para a ÁGUASAP atravessamos Monte Gordo e seguimos rumo ao nosso destino que não era muito definido kkkkkkkkkkkk No meio do caminho encontramos umas 1000 placas informando sobre uma tal Prainha Cantinho do Pescador (Pense num Marketing forte kkkkkk) até que chegamos bem no trevo onde tinha a descida para o Cantinho do Pescador e perguntamos dois nativos da região e falaram que daria mais ou menos 6 km só a ida, fora a volta que seria pelo mesmo rastro, o espírito aventureiro do Mural falou mais alto e despertou o interesse de conhecer o tão divulgado Prainha Cantinho do Pescador. No Meio do Caminho uma parada para subir para a uma belíssima paisagem da Barragem STª Helena onde tivemos grande dificuldade de chegar mas valeu apena pois tiramos belíssimas fotos para o acervo do Mural.
Voltamos e continuamos rumo a Prainha que não chegava mais, atravessamos uma pequena vila de nome desconhecido e perguntamos sobre a prainha e lá vamos nós continuando com um só objetivo, chegar na prainha kkkkkkk Não foi preciso nem preciso perguntar sobre a localização pois a cada 5 metros tinha 10 placas kkkkkk Até que finalmente chegamos a tão esperada Prainha Cantinho do Pescador e com aquela belíssima paisagem as margens da enorme Barragem STª Helena com águas transparentes. Fomos recebidos pelo proprietário do local o gente fina Zé do Bico kkkkkkkk  Onde recebeu o Mural super bem com um excelente serviço e simpatia. Ficamos por lá curtindo um som e hidratando até que nos despedimos do Zé do Bico e tivemos que voltar e partimos. Na saída fizemos um mini perdidão para chegar às antenas e deparamos com um visual deslumbrante e pegamos uma descida do morro das antes de tirar o fôlego onde Ito se empolgou e já subiu outro e desceu rasgando pelo meio dos matos kkkkkkkkkkkkk Seguindo o caminho de volta no meio da estrada encontramos com um simpático macaquinho kkkkkkkkkkk que estava se debatendo todo preso no arame farpado pelo rabo, e o mural se juntou para bolar uma estratégia de regate do nosso amigo macaco kkkkkkkkkkkkkkkk Elsão tentou e nada, mas Ito com toda sua técnica conseguiu soltar a vítima e ele saiu a mil por hora pelo meio do mato com medo de ficar e virar um delicioso aperitivo ou um churrasquinho para os integrantes do grupo que ali estavam kkkkkkkkkkkk Super famintos.

1° Dia Ciclo Aventura Costa do Descobrimento: De Prado a Cumuruxatiba

Após uma longa e cansativa viagem de quase 15 horas de ônibus, chegamos à Eunápolis, onde já estava nos esperando Luiz com sua doblo e uma carretinha (detalhe: não era apropriado para o transporte das bikes) ai vocês já imaginam o que aconteceria no percurso de mais 1h até Prado (isso mesmo...rsrs!!! Foi um festival de bikes sendo chacoalhadas, alguns arranhões, e mais algumas paradas pelo caminho para arrumar as bikes).
Iniciaríamos nossa ciclo aventura em Prado com destino à Cumuruxatiba, que fica à cerca de 42km. Galera...o mais engraçado, foi após chegar em Prado, debaixo de um tempestade daquelas, todos imaginando os quatro dias pela frente com chuva e o tempo naquelas condições!!! Mais a energia do Mural e seus participantes é tão legal, que após 20 minutos que chegamos no posto de gasolina (onde trocamos de roupa e preparamos as bikes), a chuva passou e o "solzão" começou a brilhar.
Demos um pequeno passeio pela cidade, e partimos para nosso destino pegando um estradão com algumas subidas leves. Não demorou muito para começarmos a contemplar os mirantes na beira da estrada que nos presenteavam  com um belo visual de praia com falésias de cor avermelhada ao fundo. As expectativas dos visuais que tinha na minha cabeça começaram a vir à tona. Que lugar bonito... e era só o início da nossa aventura.
Após alguns quilômetros percorridos, paramos na Praia do Tororão que possue um barraca de praia com um quiosque, que logo foi apelidada de "quiosque do mural, devido à turma da ciclo aventura passada ter parado no mesmo local. Começamos a nossa hidratação com apenas uma caixa de cerveja, e meio litro de uísque!!! É isso aí meeesssmooo!!kkkkkk. Para todo sofrimento tem que ter uma recompensa não é verdade?
Terminamos por almoçar no local, e não demorou muito para nos dar conta que já estávamos no final da tarde e precisávamos partir. É nesse momento que  iniciamos a o nosso pedal, que percebo que estou pedalando bêbado!!kkkkk!! Que sensação maravilhosa...pedalar curtindo o visual, os amigos, mais a cachaça iria me cobrar um preço por isso! E não demorou muito, para o pneu de NiNo furar, e termos que parar para consertá-lo. Foi nesse momento que aconteceu uma das cenas mais engraçadas da viagem...eu me toquei que não era só eu que estava doidão!!!kkkkkk!! Um dos integrantes (que não posso divulgar o nome)rsrs, ao tentar ajeitar sua bike e abaixar a cabeça, terminou dando de cara na terra (e pra levantar ainda deu um trabalho danado)kkkk. Só o vídeo que temos, pode transmitir com mais ênfase esse momento hilário!

Pedal de Aniversário

Ainda próximo ao dia do meu aniversário pensava em não fazer nenhum tipo de comemoração, iria apenas fazer um pedal sozinho e rápido até a Igreja do Senhor do Bonfim para agradecer por mais um ano de vida. Sendo assim, o calendário do Mural, acostumado a ter suas aventuras marcadas aos sábados, estava em branco no dia 09 de julho.
Foi aí que veio a ideia de chamar a família Mural de Aventuras para uma aventura diferente, isso porque iríamos pedalar grande parte por asfalto nas ruas de Salvador e depois no final comermos uma “Vaca Atolada” em comemoração.
O encontro foi marcado às 9h no Farol da Barra, acordei ansioso, parecia que era a primeira vez que estava saindo para pedalar. Logo quando cheguei ao andar térreo do meu prédio, passaram alguns Muralistas na rua com o grito de “Bora Mural!!!”, meu coração disparou! Rsrsrs. Ali pude perceber que o dia seria de muitas emoções...
No caminho encontrei com Israel e Mineiro e ao chegar no Farol lá estavam muitos Muralistas já presentes. Como é bom receber carinho! Aquela era a minha galera!!! Huhuhu!!! Fizemos vários fotos com o Farol ao fundo, depois atrás dele e partimos para mais uma parada e fotos no Cristo. Claro que com o desafio de subir pedalando sua íngreme ladeira, ao estilo do Mural, rsrsrs. Depois seguimos para o Alto de Ondina, e pedalamos pelas trilhas do canteiro central da Garibalde, muitos não imaginavam que isso era possível...rsrs.
O próximo destino passou a ser a Colina Sagrada, chegando da Igreja do Senhor do Bonfim, fui agradecer ao senhor e fizemos mais fotos. Fiquei ainda mais feliz com o canto de parabéns, uma surpresa feita por todos, foi emocionante!!!
Ao sair da Igreja, descemos um ladeirão e por sorte, quando começou a chover forte, observei um bar aberto. Literalmente invadimos o estabelecimento! Rsrs. Todos estavam bastante animados, em poucos minutos foi “engolida” quase uma caixa de cerveja em garrafa, que por sinal estava super geladaaaaa!!!
Logo que a chuva deu uma trégua, partimos a mil... Perto de chegar no comércio, caiu aquela chuva!! Não podia ser melhor!!! O espírito do Mural aflorou, foram muitos gritos de “Bora Mural”!!! Enquanto isso a brocação só fez aumentar... Huhuhu!!! Aquela chuva foi para lavar a alma, emocionante ver um grupo com tanta identidade comum!!! Não podia ser melhor meu presente de aniversário!!!

Trilha Boca da Mata - A Fazenda Proibida

Dia 18 de junho as 5:50h, começou minha aventura com o Mural, depois do ponto de encontro no Rei da Pamonha, fomos realizar a trilha do New da Boca da Mata. 
Começamos pelo acostamento da BR 324, em seguida entramos na trilha acompanhado de uma leve chuva. A trilha começou com um belo visual logo na primeira parada ao lado de um rio, a sensação pra mim e todos foi de paz, um lugar muito bonito, apesar do rio seco. A próxima etapa da trilha foi atravessar uma cerca com arame farpado, aliás, isso foi uma constante durante toda a trilha, inclusive por cerca elétrica, haja emoção!
Dando continuidade, paramos em um bar pra beber a famosa coca-cola e como eu era o novato, tive que pagar pra galera. Depois iniciamos o segundo trecho da trilha com algumas subidas e descidas, além do perdidão, que com a ajuda do GPS conseguimos achar o caminho, evitando entrar na fazenda proibida.
A trilha do New Boca da Mata foi show, não tivemos nenhum MIMIMI, nenhuma bike quebrada e nem pneu furado, terminando a trilha em tempo recorde!

Enfim, chegamos ao Açai da Bahia, onde iniciamos e finalizamos nossa aventura com o Mural. Até a próxima! Arquimedes Nascimento (Pai de Família).

Próxima Aventura: Expedição Titicaca e Estrada da Morte (Bolívia e Peru)

INSCRIÇÕES ENCERRADAS. VAGAS PREENCHIDAS!
Olá Muralistas,
Em 2009, pedalamos na Chapada Diamantina - BA (saiba mais), em 2010 partimos para a Chapada dos Veadeiros - GO (saiba mais), em 2011 desbravamos a Chapada dos Guimarães - MT (saiba mais), em 2012 subimos para o Deserto da Atacama (saiba mais), em 2013 foi a vez do velho continente para fazermos os Alpes passando pela Alemanha, Suíça, Áustria e Itália (saiba mais), em 2014 fizemos as Expedições TransMantiqueira (saiba mais) e TransAndes (Chile e Argentina),  já em 2015 partimos para o Jalapão - TO e Vale Europeu com Serra do Rio do Rastro - SC. Essas experiências foram tão gratificantes e maravilhosas que só fizeram aumentar ainda mais a nossa vontade por novos desafios.

Sendo assim, em setembro desse ano (17 a 24/09), partiremos mais uma vez para um grande desafio! Faremos a EXPEDIÇÃO TITICACA!!! Iremos descobrir um lugar único de nosso planeta, o TITICACA é o lago navegável mais alto do mundo (3.800 metros), possui paisagens espetaculares, com muitas ilhas naturais e flutuantes feitas de uma planta local (Totora) e uma cultura bastante particular, repleta de ruínas históricas descendente dos Incas. Além disso, iremos fazer a Estrada da Morte com seus 64km de downhill, 3.345 metros de desnível e pura adrenalina.  
Serão 8 dias de aventura, o objetivo será pedalar vários dias, sem carro de apoio, levando tudo o que é necessário na bike e enfrentando vários tipos de dificuldades, como a altitude, frio e grandes subidas com ar rarefeito. Além disso, caso possível, em alguns momentos praticar o Mountain Bike com maior liberdade, sem o peso das bagagens e realizar outras modalidades de aventura.

As expedições do Mural de Aventuras são eventos que possuem o nível de dificuldade 5 - Alto (conheça os níveis), portanto necessitam de um ótimo preparo físico dos participantes.


O roteiro será definido com muito cuidado visando atingir os resultados descritos abaixo:
  • Visitar as principais cidades e atrações turísticas da região, utilizando a bicicleta como forma de locomoção.
  • Realizar atividades físicas diárias em contato com a natureza promovendo melhoria da saúde.
  • Integrar a prática do ciclo turismo com a do mountain bike e se possível outros esportes como trekking.
  • Experimentar situações de extrema aventura.
  • Vencer desafios.
Conheça os tipos de aventuras do Mural (CLIQUE AQUI)

Participação: Somente Mural Club.

Quantidade de vagas: 08 (oito).

Orientações e Recomendações: 
  • Todos os participantes devem estar presentes em La Paz (Bolívia) até às 17h do dia 16/09, o início da expedição será no dia seguinte (17/09) logo cedo. Para o retorno, todos participantes devem comprar as passagens de volta a partir do dia 25/09 às 13h. Após a confirmação do grupo iremos definir, se possível, um voo para irmos juntos.
  • Realizar check-up médico com cardiologista; 
  • Estar preparado para enfrentar adversidades como altas ou baixas temperaturas e elevado nível de exercícios físicos diários;
  • Até o dia da viagem, os participantes da expedição terão prioridade nas vagas de outras aventuras do Mural com nível de dificuldade 5 - Alto.
  • Levar dinheiro em espécie suficiente para todos os dias e de preferência trocado para facilitar os pagamentos. Estimamos mínimo de R$ 250,00 por dia por participante.
Requisitos para Participação:
  • Ser Muralista (com pagamento da anuidade regular).
  • Levar material necessário tendo como referência o check-list que será divulgado.
  • Conhecer e seguir as regras e premissas dessa aventura (clique aqui).
  • Ler, assinar e entregar o Termo de Responsabilidade e Acordo de Implicação de Riscos (será enviado para os inscritos);
  • Estar preparado fisicamente de acordo com o nível de dificuldade divulgado. Para expedições o nível de dificuldade é 5 – Alto.
Como fazer a inscrição:
INSCRIÇÕES ENCERRADAS. VAGAS PREENCHIDAS!
  • Inscrições abertas até 29/07 ou enquanto vagas disponíveis.
  • Para confirmar participação deve ser feito o depósito do valor abaixo para pagamento das primeiras despesas da viagem (translado e serviço turístico da Estrada da Morte), em caso de desistência o valor depositado não será devolvidoO pagamento é pessoal e intransferível.
Conta corrente para depósito:
Banco do Brasil
Ag. 3884-9
CC. 35315-9
Valor: R$ 700,00

Após o depósito, enviar e-mail para muraldeaventuras@gmail.com com o comprovante e aguardar a confirmação de inscrição.

Após confirmar inscrição, aguardar orientações para compra das passagens.


    "Uma bike na trilha, um desafio a superar, uma aventura pela frente..."

    Classificados: REBOQUE CARRETINHA (10 BIKES + BAGAGENS)

    Vendo REBOQUE - CARRETINHA para carga, bagagens e até 10 bicicletas, emplacada, com estepe, baú, tampas removíveis com trancas de cadeados, a plotagem pode ser alterada/removida. 
    Excelente carretinha com bastante espaço, não se acha parecida no mercado. A moldura de suporte para bikes pode ser removida. Tam: L 1,20, C 1,80, A 0,5.

    Preço a combinar.

    Interessados ligar: (71) 98871-6506 ou whatsapp.