Grupo Mural Bike

Trilha realizada em 29/09/2009 no Canteiro Central da Paralela.
Noite bonita, pessoal animado, bikes reguladas, jogo em Pituaçu, formaram os ingredientes p/ encarar essa trilha urbana. Com a reforma do canteiro central nosso passeio noturno ficou bem mais emocionante. O trajeto em alguns pontos rápidos necessitou de grande habilidade da rapaziada, nosso passeio cross-country no meio da paralela foi regado de manobras arrojadas (bunny hop, drop, single track, etc). Saimos do monumento Luis Eduardo e seguimos em direção ao viaduto da Dorival Caime, o percursso foi bem animado, em alguns pontos o pessoal demonstrou um ótimo preparo fisíco para passar pelos obstáculos naturais. Da minha parte foi muito legal ter pedalado com o grupo, a amizade e o companheirsmo são coisas marcantes, poís ninguém fica p/ trás, o primeiro ou o último a chegar tanto faz , o que importa é todos pedalando juntos. Já fazia algum tempo que não pedalava e ontem eu percebi como isso me faz falta...chegar sujo de barro, suado, cansado e mutio feliz por ter pedalado com todos os treze amigos. Valeu pessoal... Jairo e Elsão sempre companheiros. Um abraço a todos e até o proxímo pedal. Fábião.




Trilha em Alagoinhas - Aniv. do Mural de Aventuras

O nosso Mural de Aventuras completou seu primeiro ano de existência! Fiquei muito feliz de poder comemorar essa data ao lado de pessoas que conheci ao longo desse período e que se tornaram amigos e parceiros de muitas conquistas, desafios e de grandes aventuras! Tenho aprendido muito com o Mural, não somente assuntos ligados a preparação física ou técnicas dos esportes, mas principalmente aspectos da relação humana. Acredito que essa experiência tem contribuído para o meu crescimento e de outras pessoas em vários sentidos. Descobrir “A Emoção dos Desafios” é um algo que somente aqueles que vivenciaram sabem qual é o sentimento e o Mural de Aventuras vem contribuindo para isso. Sendo assim, festejamos o aniversário com uma grande trilha de muita superação e aventura! Pegamos a estrada em direção ao povoado de Narandiba nas proximidades de Alagoinhas. O Dino Ramiro, conhecedor do local, tratou logo de conseguir um local para guardarmos nossos carros no restaurante que na volta iríamos almoçar. A trilha foi completa, pegamos sol, chuva, estradão, mata fechada, muita lama, single track, downhill, uphill... sem falar que ficamos perdidos e conhecemos trechos incríveis! A galera ficou doida! Hehehe. Com a câmera presa no capacete fizemos vídeos alucinantes (ver abaixo) e no final, a satisfação de ter vivenciado tudo aquilo estava estampada no rosto de todos! A Emoção dos Desafios!!! Agradeço a todos que participaram dessa comemoração em especial ao Dino Ramiro e a todas as pessoas que de alguma forma contribuem para a existência do Mural de Aventuras! Um forte abraço, Elson.
VEJA OS VÍDEOS ABAIXO

video


video


video


video


video


video

CLIQUE NAS IMAGENS PARA AMPLIAR























MAIS VÍDEOS ABAIXO!
video


video


video


video


video


video

Trilhas em Stº Antônio de Jesus

Trilhas realizadas nos dias 05 e 06/09 na zona rual de Stº Antônio de Jesus.
Nossos amigos Elson e Piau tinham comentado que o trajeto de Stº Antonio era muito difícil até mais que o da Chapada, eu falava “não é possível”, estes caras estão a fim de valorizar, mas ai!!! , ai!!!!! , chegou o dia da grande oportunidade, quando eu soube que o Elson iria para Stº Antonio, então eu me convidei para fazer o bendito passeio, mas se arrependimento matasse, estaria mortinho e ainda mais amaldiçoado por Vera minha esposa, pois levei comigo o Guido meu filho (Bob filho). Chegamos em Stº Antonio no sábado dia 05/09 por volta das 11h da manhã, fomos para o hotel para nos instalar e em seguida lá estava o Elson nos chamando, bora vamos para a fazenda, ai eu e Guido falamos: “pô, de carro? que nada vamos de bicicleta!” e para nossa surpresa Elsão falou, não é legal ir de bike pois apesar de 17km, é muito puxado. Em vez de Guido e eu ficarmos preocupados, pois para o Elson falar isto a coisa deveria ser feia, mas nem nos tocamos e lá fomos nós. Eu não acreditei no que começou a aparecer, subidas e mais subidas pois a relevo do local é de muitos vales, ai eu e Guido não poderiamos mais voltar pois ai seria a maior gozação imaginem , Bob Pai e Bob Filho amarelaram são duas bichonas blá, blá !!! e isto eu não iria dar a chance mesmo! Chegamos na fazenda e nos preparamos para uma trilha curta como disse o Elson só 20km , mas ai o aperitivo foi f...., se de carro tínhamos que usar a primeira marcha varias vezes, imaginem de bike! Muito bom deu para aquecer com downhill legal e um pneu furado e adivinhem de quem, quem !!???? lógico do Elsão, kkkkkkkkk. Domingo dia 06 estávamos de volta eu mais a fim de pegar a bike colocar no carro e me mandar, confesso, mas de novo dar motivo para Elson, Piau , Nanal e Valter me sacanearem nem a pau!!!! Elson todo empolgado para irmos até a Cachoeira do Nunes, saimos pedalando e ai sim começou o martirio subidas, subidas, descidas, mas o pior é que em função da geografia do local a descida e a subida são sempre juntas ou seja, não dá para pegar um gás pois logo sobe de novo, e de novo!!! Chegamos num lugarejo chamado Tabuleiro do Castro e lá tinha uma galera se preparando para a uma cavalgada no dia (Cavalgada do Vale do Paraíso), tomamos um guaraná e fomos para a tal da cachoeira, esqueci de mencionar que para chegarmos ao vilarejo descemos, descemos, descemos muito!!! e ai eu fiquei pensando poxa só tem um lugar para voltar? kkkkk ou seja !!!!!!. depois de 5km chegamos na cachoeira , muito linda, foi quando estávamos nos preparando para acessar o local quando nosso amigo Elson splash! no chão, levou o maior escorrego segurando a bike ou seja, ele caiu mas a bike não, KKK. Antes de chegarmos no vilarejo subimos a ladeira que o Elson chamava de “Ladeira da Pinha” não sei por que mas , senti e como senti a bendita subida, parecia que não terminaria nunca, quando começamos a subir, no meio dela observei que o Elson e Guido estavam se distanciando, aí eu pensei: “dane-se! vou descer e empurrar...” e assim eu fiz, mas só por uns 30 metros pois de tão íngreme a subida, empurrar era pior que pedalar, montei novamente na bike e subi na marra. Na volta da cachoeira, encontramos com o pessoal da cavalgada com cerca de 100 cavaleiros entre os mesmos amazonas, muito legal, logo depois voltamos a subir de novo e que subidas!!!, ai eu falei com Elson: “vamos por outro caminho!”, mas não adiantou nada pois é sempre subida KKKK , e ai de novo furou um pneu adivinha de quem? , quem? é ele mesmo, o Elsão, KKK perdemos quase 30 minutos e pronto saimos e “Pá!” de novo outro pneu furado de novo de quem?, é ele de novo ai eu não aguentei falei toma Elson pega uma câmara nova, pasmem, tinham 05 reparos na câmara, é mole!!??! Mas por fim chegamos de novo na fazenda!!! Ricardo (Popó).
VEJA OS VÍDEOS ABAIXO

video

video

video

video

video

video

CLIQUE NAS IMAGENS PARA AMPLIAR