Trilha Noturna da Paralela

Pessoal, na ultima terça feira, dia 10, consegui finalmente, pela primeira vez, pedalar na famosa trilha do canteiro central da paralela.

Cheguei no estacionamento às 20:00h, preocupado, pois não vi ninguém. Pouco tempo depois, chegou o Elson, que já estava pedalando hà 1 hora...que condicionamento!! Ficamos aguardando mais meia hora, quando foram chegando os restantes dos amantes do pedal. Eramos 6 bikers, contudo, 50% estavam lá pela primeira vez. Desta forma, se fez necessário uma explicação rápida do veterano Elson, para podermos entender as emoções que estávamos para conhecer.

Após as explicações seguimos para a trilha, fomos em direção a Lauro de Freitas... Confesso que passei por diversas vezes na paralela, mas não tinha a mínima noção da emoção que, aquele canteiro central, poderia proporcionar, com direito a velocidade, subidas técnicas, barrancos, desvio de árvores e um “single treck” ao lado da pista da paralela no sentido contrário de alucinar, pois vc vê os carros passarem rápidos ao seu lado, que adrenalina!!

Passamos por caminhos, onde de um lado olhava para baixo e enxergava o lago, e do outro, rente a trilha, era a proteção da avenida. Outros, pedalando normal, e de repente, saímos da trilha e descemos um barranco. Uma descida com várias lombadas, onde se nos empolgarmos, podermos “voar” com a bike. Para finalizar, este lado do passeio na paralela, um vale com uma subida forte, que proporcionou emoções extras. Neste pedaço em especial, nos chamou a atenção, o novato, com sua monark sem suspa dianteira, desceu e subiu o vale (Garoto de futuro!).

Um detalhe que marcou a trilha, foram 2 tombos que levei de forma estúpida: O primeiro, em uma das subidas técnicas, onde faltou a qualificação suficiente do biker que vos escreve, e caiu parado, sem conseguir tirar a sapatilha do clip, e o segundo, foi o enrosco da roda traseira em uma estaca de uma planta...não consegui tirar a sapatilha do clipe e... tome-lhe chão novamente...rs

Na volta, paramos novamente no nosso ponto de partida, e desta vez, nos dirigimos para a “stockbike”. Aliás, novidade para mim também. Infelizmente, um dos bikers não conseguiu continuar, mas tenho certeza, que depois da nossa trilha, ele irá se preparar e treinar para nos acompanhar em trilhas futuras...

Enfim, seguiram os 5 bikers para o famoso circuito “Stock Bike”. Mais uma surpresa, seguimos por cima da Av. paralela, através da passarela. Interessante. Chegamos no inicio do circuito, sem dúvida, um treino “forte” para as pernas, apesar de ser 100% asfalto, é recheado com uma boa subida, onde a perna, no final do pedal estava pedindo água e o pulmão precisando de ar.

Nesta altura, tivemos a idéia de ir ao posto de gasolina tomar uma coca. Fomos pelo lado direito da Paralela, onde foi outra emoção conseguir atravessar para chegar até o nosso objetivo. Após o descanso merecido, Apenas eu e Elson voltamos para o nosso ponto de partida pelo canteiro central, onde tive a oportunidade de conhecer um pouco mais deste terreno. Ponto alto deste percurso foi uma descida íngreme seguida de uma súbita técnica à esquerda, muito acentuada.

Sei que, após pedalarmos 21 km, conhecer mais uma área de treinamento, fazer mais amigos, estava de alma lavada, totalmente zen, pronto para encarar novos desafios. Sem dúvida, estarei presente nas próximas terças para pedalar com a galera! Faço aqui um convite a todos que precisam de um tempo para desestressar do trabalho, do chefe, da namorada... Venha compartilhar deste treino!

Quero agradecer ao Elson pela oportunidade de poder escrever sobre esta opção excelente de pedal.

Forte abraço a todos,

CHOIU

Um comentário:

ARTECNC disse...

pronto mais um integrante feliz do pedal de terça na paralela, elson bem que podiamos finalizar nosso pedal no stock bike toda terça, mas sem a travessia pro posto, sem uma sinaleira é cruel