8º Dia - Expedição Chapada dos Veadeiros (Cavalvante - Cachoeira Poço Encantado - Alto Paraíso)

Estávamos nos Expedicionários do Mural de Aventuras nos preparando para pedalar pelo oitavo dia seguido, estávamos cansados, exaustos, mas acreditem... Infinitamente recompensados por tudo que vimos e vivemos até aquele momento.
Expedicionário do Mural de Aventuras dorme exausto sim, mas acorda motivado para pedalar em busca do destino. Então acordamos bem cedo, nos preparamos com muita resenha para variar, rsrsrsr!!! e saímos de Cavalcante nos despedindo de sua saudosa receptividade fotografando e registrando o final de um capitulo e início do próximo.
Neste dia tínhamos que pedalar 100 km de asfalto e vencer também uma diferença altimétrica de 1000m... galera tem que estar motivado mesmo!!! mas essa motivação era contagiante entre nós, este fato fez a diferença.
Pedalamos por uns 22 km até chegarmos a entrada da Cachoeira do Poço Encantado a nossa primeira parada programado por Elsão, saímos do asfalto e pegamos uma estradinha de terra até a sede da propriedade que administra a cachoeira. Um lugar muito bonito e muito bem estruturado que nos proporcionou desfrutar de mais uma cachoeira belíssima... pegamos uma trilha e passamos por uma ponte de tablado de madeira suspensa em direção a cachoeira onde demos aquele mergulho para recarregar as energias... com direito a água de coco e fotos de turistas, rsrsrsrsrsrs!!!!
Fizemos um lanche a base de tapioca, pedi logo uma “tapioca x-tudo” bem recheada, rsrsrs!!! toda galera não deixou por menos e cada um se deliciou com as tapiocas e seus respectivos sabores, rsr!!! ao sairmos de volta à estrada escuto Elson nos gritando, paramos e ele nos salientou que ali seria o último lugar mais estruturado para nos oferecer uma refeição digna, conversamos e voltamos para mandar preparar uns sandubas e mais umas “tapiocas x-tudo”!!!! Heheheh, essa é a risada do Elsão que nos livrou de uma fria... mais uma!!!!
De volta ao asfalto decidimos que faríamos umas paradas para alongar de 10Km em 10Km, pois a fadiga é muito grande quando se pedala em asfalto por longas extensões... e foi o que aconteceu, mesmo dosando o ritmo comecei a sentir dores na virilha lembro também que Nanau sentiu dores no joelho, e lá vamos nós avistando no horizonte aquela estrada rodeada do relevo e da vegetação da chapada, o sol a pino mais com uma brisa que amenizava o desgaste da galera. Confirmando as informações encontramos um bar pouco estruturado, mas bebemos ali uns refris e repomos nossa água.
Umas duras constatações até aquele momento, pedalamos muito e que a cada quilometro pedalado subindo, descíamos meio... e lá vamos nós descendo e subindo... vencendo aqueles 1000m de altitude que comentei com vcs no início, kkkkk!!!
Comecei a perceber umas placas promocionais de um estabelecimento comercial que sinalizava sua distancia até Alto Paraíso (nosso destino)... bem, você tem que se apegar ao máximo de referência motivantes para chegar, então cada placa que passava distanciada por 10 km era uma festa, kkkkk... Como a nossa água já estava no final, tivemos que pegar de um riacho que encontramos a beira da estrada, mas uma sinalização de Elsão, que estava sempre ligado nos problemas que podíamos enfrentar, o hipoclorito de JP foi salvador...
Depois de pedalarmos vários km’s, chegarmos em um lugar inusitado com umas pedras dispostas de forma diferenciada e uma placa sinalizando PARALELO 14, foi ali mesmo que paramos para lanchar e logo começou a deslanchar as definições do local por nossos manos JP e Popó... afinal de contas Expedição é cultura... “O Paralelo 14 Sul é um paralelo no 14° grau a sul do plano equatorial terrestre. Começando pelo Meridiano de Greenwich e tomando a direção leste, o paralelo 14° Sul passa aqui no Brasil sucessivamente pelos estados de Mato Grosso, Goias (estavamos lá) e Bahia (ainda vou lá). Fonte: Google” heheheheheh!!!!
Já era meio-fim de tarde e mesmo com sol nos energizando a temperatura caiu bruscamente nos obrigando a agasalharmos para continuar o pedal, Elson se produziu de tal forma que parecia um ET laranja contradizendo o tradicional verde marciano, kkkk!!! Pois só ele e JP se protegeram com seus agasalhos e eu Piau, Nanau, Fernandes e Popó não nos demos o trabalho de mexer nas bagagens e passamos um frio retado, o vento frio não pedia licença para chegar nos ossos, kkkk!!!!
Nossa chegada a Alto Paraiso antecedeu uma breve e entusiasta comemoração avistando a cidade do alto, opa... do alto!!!??? tinhamos subido até alí 1080m... dispositivo filmagem instalado e lá vamos nós estravazando tudo que tinhamos direito descida a baixo, pois esses 80m de credito que subimos galera, descida abaixo foi show, kkkkk!!! O último valor mencionado é meramente ilustrativo, mas só este, kkkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!!
Comento do que sentimos e vivemos nas Expedições, a saudade da família, felicidade, solidariedade, poder de superação, as entemperes da natureza com sua beleza imensurável e muito mais... que me deixa a certeza do quero mais!!! E com Fé, vida e saúde vou longe com meus amigos.
Obrigado Elson por tudo que vc faz... e juntos, Popó, JP, Fernandes e Nanau por tudo que superamos, aprendemos e vivemos na sua maior intensidade... OBRIGADO.
Galera, não acabou não... o nono dia vem aí e foi PUNK!!!
Abração. Piau.
CLIQUE NAS IMAGENS PARA AMPLIAR