Níveis de Dificuldade das Aventuras

Não é fácil definir o nível de dificuldade das aventuras que realizamos, para que isso seja possível é necessário analisarmos diversos parâmetros como: distância, velocidade média, tipo e dificuldade técnica do terreno, clima e até mesmo o preparo físico do aventureiro. O conjunto desses fatores irá determinar quando podemos decidir encarar um desafio.

O Mural busca sempre a melhor integração e bem estar de seus seguidores, sendo assim, para facilitar o entendimento de todos passou a classificar as aventuras de bike de forma mais detalhada conforme abaixo:

Nível 0 - Mural Family

Para quem quer passear e/ou aprender a andar de bicicleta. As crianças devem estar acompanhadas de um responsável. Passeio de até 15km de distância, com velocidade média de 6km/h, percurso quase plano e/ou com leves inclinações. Pode ter trilha com baixo nível de dificuldade.
Requisitos físicos: Não há. Basta vontade de andar de bicicleta e estar junto de outras pessoas do grupo.

Nível 1-Iniciante


Trilhas de até 15km de distância, com velocidade média de 10km/h, terreno menos acidentado com poucas e pequenas ladeiras.

Requisitos físicos: Necessário saber andar de bicicleta. Exemplos desse nível é o primeiro trecho do CTM Paralela ou uma volta no Parque de Pituaçu.

Nível 2-Leve

Trilhas de até 25km de distância, Velocidade média de 15km/h, com terreno acidentado e com algumas ladeiras.

Requisitos físicos: Ser praticante de algum esporte ou academia regularmente a pelo menos 2 meses. Exemplo desse nível é o segundo trecho do CTM Paralela.

Nível 3-Médio

A maioria das trilhas do Mural estão nesse nível e os parâmetros de dificuldades podem se apresentar conjuntamente ou não, conforme abaixo:
  • Trilha de 25 a 50Km de distância e/ou,
  • Velocidade média entre 17km/h a 20km/h e/ou,
  • Terreno acidentado, podendo ter areia, lama, pedras, etc e com várias ladeiras, sendo algumas mais longas e inclinadas.
Requisitos físicos: Ser praticante de Mountain Bike regularmente a pelo menos a 3 meses.

Nível 4-Médio Alto
São aventuras com um maior nível de dificuldade em relação à condição física e técnica de Mountain Bike. Os parâmetros de dificuldades podem se apresentar conjuntamente ou não, conforme abaixo:
  • Trilha de 50 a 70Km de distância e/ou,
  • Velocidade média acima de 20km/h e/ou,
  • Terreno muito acidentado, com downhill’s, areal, lamaçal, pedras, etc e com muitas ladeiras, sendo algumas mais longas e inclinadas e/ou,
  • Com alguns momentos de necessidade de empurrar bike e/ou,
  • Condições climáticas adversas (calor ou frio) e/ou,
  • Pouco ou nenhum ponto de apoio/abastecimento.
Requisitos físicos: Ser praticante de Mountain Bike regularmente a pelo menos a 6 meses. Com treino físico de no mínimo de 3 vezes semanal de algum esporte ou academia.

Nível 5-Alto

São aventuras com extrema dificuldade em relação à condição física e técnica de Mountain Bike. Geralmente no Mural essas aventuras são chamadas de “desafios” ou “expedições”. Os parâmetros de dificuldades podem se apresentar conjuntamente ou não, conforme abaixo:
  • Trilha com no mínimo 70Km de distância e/ou,
  • Velocidade média acima de 20km/h e/ou,
  • Terreno muito acidentado, com muitas ladeiras longas e inclinadas. Grandes downhill’s, areal, lamaçal, pedras, etc e e/ou,
  • Com diversos momentos de necessidade de empurrar bike e/ou,
  • Condições climáticas adversas (calor ou frio) e/ou,
  • Pouco ou nenhum ponto de apoio/abastecimento.
Requisitos físicos: Ser constante praticante de Mountain Bike a pelo menos 6 meses. Com treinamento voltado para o MTB de no mínimo de 3 vezes por semana.

18 comentários:

Renato disse...

Muito bom !!!! hehehehehehehhe

Flavio disse...

Importante esse tipo de esclarecimento! Parabéns pela iniciativa.

Ricardo Popó disse...

perfeito, excelente descritivo, onde podemos ter uma noção de poder se aventura ou não nas Trilhas com a galera do mural.
Parabéns mais uma vez ao Elson que demosntra um grande conhecimento e consiênciapelo esporte e pelas pessoas.

GAUCHO disse...

SERVE TAMBEM PARA QU ANTES DE CADA TRILHA,O PARTICIPANTE VEJA SE ENQUADRA-SE NO NIVEL DE DIFICULDADE E SE REALMENTE TEM CONDIÇÕES DE ACOMPANHAR O GRUPO SEM TER QUE VOLTAR NO MEIO DO CAMINHO OU SOFRER ,HSHSHSH.

josue disse...

Exelente, agora fica tambem mais façil saber, se tem ou não condição de encarar as trilhas,e nosso principal objetivo, diversão, melhorar o condicionamento fisico e integração com tudo nossa volta, pessoas e natureza, porque sofrendo, e empurrando bike em qualquer ladeirinha, não tem diversão pois.
QUEM CHEGA POR ULTIMO NÃO DESCANSA, E NÃO PARTICIPA DA RESENHA SRSRSRS. VAMO!! VAMO!! VAMO!!

JP - João Paulo disse...

Para encarar as aventuras o biker não deve ter o impulso de "aventurança" qual seja, se arriscar a um propósito sem o mínimo REQUISITO esperado, sem se importar com as conseqüências. Nossas aventuras são pautadas na segurança, equipamentos adequados e principalmente, na perfeita condição física para cada tipo de percurso. O atleta MTB, com esse descritivo, poderá saber se dá ou não para ele. parabéns Elsão, agora não tem mais desculpa de não saber medir os níveis de dificuldade.
Fui !
JP

Guido(Bob filho) disse...

Parabens Elsão,
Excelente descritivo de auto- orientação, assim desta forma cada um como e responsável pela segurança propria irá entender os seus limites não colocando em risco a sua saude, e por tabela prejudicando o desempenho da galera na trilha proposta.

Ramster disse...

É isso aí.

O grupo tá ficando profissa.

Vamos melhorar o nosso entendimento cada vez mais. Para não haver desculpas.

Vamos agora pensar em como conter os mais afobados nas trilhas para que, o nosso Cap Nascimento (Elson), não fique se estressando com o povo que quer andar na frente e fica errando o percurso definido. rsrsrsrsrsr

que venha 2011!

Marco Vinycios disse...

Bela iniciativa!

Porém no mural não tem essa de iniciante ou leve, só peguei trilha de nível médio pra cima.

Que a vontade de pedalar nunca passe!!!

welseman disse...

Excelente referência. Elson, ficou muito bom mesmo. Abraço. Welseman Fernandes

Bob Pai disse...

Meu amigo Ramster ( Mouse),o fato da galera se desgarrar é justamente em função de que algumas pessoas não tem noção e condição física para estar em uma determinada trilha e acaba por parando demais, o que acarreta o desgarramento, com o indice apresentado pelo Elson , você verà agora que poucas vezes vai haver desgarramento, pois quem for em uma trilha classificada acredito que deverá estar nas condições no minímo aeróbicas para a mesma.

Tech Service disse...

Gostei muito. Sugiro que, nos dias de eventos comemorativos e que sempre tem uma adesão maior, a trilha atenda a um perfil mais leve, nas trilhas de fim de semana seja médio e nos grandes passeios gegue pesado.
Gerald

Ramster disse...

Popó, bnão estou falando dos que ficam para trás,pois para estes só resta treinar.
Falo daqueles que não seguem a regra de seguir o bastedor e toda hora é chamado a atenção por passar das entradas.
Capiche!

Igor disse...

Parabéns aos idealizadores deste site e deste esclarecimento!!

Carlos Ribeiro disse...

Muito bom!
Em breve irei também!
http://www.youtube.com/watch?v=JDHbW3A2evM&feature=player_embedded

Rei disse...

Rapaaaaaaaaaaaaazzz... eu não tinha visto isso ainda!!! Tá muito bom!!! Esse tal de Elson é retado mermo... hehehehe...

E para os novatos vale a pena analisar os níveis e se ficar em dúvida, perguntar. E pode ter certeza que algumas trilhas aumentam o nível de dificuldade durante o pedal!!! Fica a dica.

Abração.

branca disse...

Tbm nao... Rei , adorei !!! tenho certeza de que estou no nivel 1 no maximo 2, rsrsrs ! Elson parabens !!!

Renato Castro disse...

Os parametros para indicar o nivel esta exelente agora so vai quem tiver condicionado para cada nivel de dificuldade. Parabens