2˚ Dia - Volta do Recôncavo 2 (Cabuçu - Saubara - Santiago do Iguape - São Francisco)

“O Dia do Rolézinho e a Maldição do Pônei Maldito”
Após uma noite onde, ninguém queria dormir com o Ramster e todo mundo se uniu para tentar consertar o passador do cambio dianteiro da Specialzeeeeed de Elsão, no resumo da opera foi tranqüila, Elson 6:30hs da manhã tava acordando todo mundo filmando a cara inchada da galera acordando. Tomamos café da manhã por volta de umas 8 horas, e saímos para dar um rolézinho, conforme Paulinho disse, por volta de umas 9:20hs. O dia tava muito bonito, tinha um sol pra cada um, parecia que seria um dia normal, mas por traz dessa normalidade se escondia o que estava por vir. Começando por eu, primeira vez fazendo uma viagem dessas de bike, chamando Elsão na xinxa por não ter colocado a bandeira do Brasil na bike .... hehehehhehehe
Passamos a noite em Cabuçu, saímos pedalando pelo asfalto em direção a Saubara onde a nossa meta era encontrar uma trilha para Santiago do Iguape. Chegando em Saubara, de forma bem amistosa paramos para tomar uma água de coco, pegamos umas informações de como iniciaríamos a trilha e seguimos. Subimos uma rua de paralelepípedo, e diga-se de passagem uma baita subida...  Até chegar a uma igreja, onde segundo informações a entrada da trilha era próxima e muito provavelmente encontraríamos um pessoal fazendo uma cavalgada para Santiago do Iguape, coisa de que não aconteceu, não por que estávamos perdidos, mas por que pegamos umas decidinhas e subidinhas cavernosas e um pouquinho de lama hehehehehhehehehehehehe. A trilha se alternou de estradões com muito lama, a trilhas onde do nada encontramos uma pequena corredeira de água bem clarinha e gelada, que nos refrescou um pouco, pois o dia ainda estava muito quente. Em seguida o pneu de Paulinho furou, o cara não tinha levado nada... câmara de ar, bomba... Nada, pois disse que achava que íamos apenas dar um rolézinho!!!! hehehehehehehehehe
Pela primeira vez em uma trilha, o meu pneu furou... E pra que?? Ramster e Josa, encheram o meu saco ... e de quebra Elsão também... A chegada em Santiago do Iguape tinha uma vista fantástica, e uma descida de dar água na boca .... toda em paralelepípedo e muito escorregadia .... Chegamos à cidade, pegamos umas informações e entre elas nos indicaram uma lugar para almoçar ... Lugar de comida muito gostosa e simples, e de uma dona muito simpática e acolhedora.... almoçamos e descansamos uma pouco, pois o melhor ainda estava por vir!!!!
Pegamos mais algumas informações de como chegar a Saubara por trilha, e descobrimos que indo para a cidade de São Francisco de Paraguaçu, lá tinha uma trilha que sairia em Saubara ... por essa trilha o percurso seria de no máximo uns 15Km, já pelo asfalto seria em torno de 65km. Blza nos queremos é trilha mesmo!!!! Hehehehehehehehehehehheehehe
Chegando a São Francisco, falamos com um nativo com o nome de Nildo e ele nos garantiu que tinha mesmo a trilha, porem o tempo todo ele falava.... “se vocês não se perderem!!!”. Ok vamos tentar assim mesmo, Elsão comprou um guaraná de 2 litros.... Bebemos .... Perturbamos um pouco .... E nesse exato momento, passa dois camaradas a cavalo, e um deles estava montado em um pônei... Isso mesmo um pônei!!! Pedimos para tirar uma foto com o animal... Mal não sabíamos nós, que aquele singelo ato de tirar uma foto com o pônei, nós estávamos sendo condenados pela MALDIÇÃO DO PONEI MALDITO!!!!!
Daí pra frente, o nosso simples rolézinho como foi chamado por Paulinho, se tornou um capitulo da série SOBREVIVI... Primeiro tentamos encontrar o caminho nos baseando no GPS do celular do rato... Escalamos uma baita subida (até agora ela era baita, pois ela iria se tornar fichinha perto do que estava por vir) com a bike nas costas, entramos na mata uns 400 metros... Ela foi se fechando... Se fechando... O celular do rato foi acabando a bateria... Ai por segurança achamos melhor desistir, pois já era umas 3:30 horas da tarde o dia estava chuvoso e não iríamos ter muito tempo de céu claro... Decidimos ir pelo asfalto.  Descemos novamente a descidinha com a bike nas costas, foi quando encontramos dois cavaleiros que estavam indo para Saubara pela trilha... Os caras falaram que há cavalo iriam gastar no máximo 1 hora, mas que estavam dispostos a nos levar e que estimavam gastar umas 3 horas... Blza vamos então!!!
Voltamos e subimos novamente com a bike nas costas e começamos a trilha pelo caminho certo... A primeira subida que encontramos na trilha, era 1000 vezes pior do que a subida inicial... Não era uma subida normal, e sim uma escalada!!! E daí pra frente, todas as subidas eram piores... Um grau de dificuldade altíssimo... Pois elas estavam extremamente escorregadias por causa das chuvas... Eram escaladas cada vez maiores e mais difíceis... Mata fechada... A dificuldade que tínhamos em subir era potencializada nas descidas... E o pior, já estava escurecendo e apenas Eu, Josa e Elsão tinham levado lanternas... Mata fechada, terreno extremamente escorregadio, travessia de riachos... Esses no máximo 15 km, se transformaram em 150 km... Todo mundo muito cansado, eu estava exausto... Muito escuro, eu sempre estava ficando pra traz junto com o Rato... Mas a premissa do MURAL PREVALECEU, “NINGUEM FICA PRA TRAZ”!!! O tempo todo Elson e Josa se preocupando com todo mundo...
A bruxa tava solta, simplesmente do nada a roda traseira de Paulino se solta da bike no escuro... Todo mundo achava que tinha quebrado gancheira, etc... Mas não tinha sido nada, apenas a trava estava folgada e a roda soltou. Em um determinado momento, no meio da mata fechada e escura quando eu e o Rato olhamos para traz, tinha um terceiro vaqueiro que do nada apareceu na trilha, olhei para ela e dei passagem, ele disse que iria nos acompanhando devagar ...   Foi quando o Rato falou Gloria a Deus Senhor!!!!!hehehehehehehehehe ... Estávamos num nível muito grande de stress! Teve até um momento que Josué e Rato disseram que ouviram a “caipora”!! Ufa!!!
Após quase 5 horas de muita dificuldade, mata fechada, riachos, areia, lama, tiriricas... etc etc etc .... Conseguimos chegar a Saubara... Foi muito emocionante, todo mundo se abraçou... Só quem estava lá viu o perrengue que passamos.  Falamos para os cavaleiros que eles iriam jantar com a gente, e fomos direto para uma pizzaria, chagando lá, pedimos umas 10 pizzas gigantes, porque a fome estava brava... Bebemos uma coca-cola e comemos muiiiiiiiiiiiiiiiiito!!!
De Saubara para Cabuçu, eram aproximadamente uns 7 km de asfalto, logo no inicio Paulinho começou a sentir frio... O cara tava tremendo igual a uma Rural, mas tremia muito!  Elsão deu o corta vento para ele, e conseguimos chegar a Cabuçu na pousada umas 10:30 horas da noite. Todo mundo estava muito cansado e pilhado... Lavamos as bikes, pois no dia seguinte íamos sair logo cedo para retornar a Salvador. 
Talvez não imaginássemos que esse dia seria dessa forma... Teve muito stress pelas condições cada vez piores, mas a amizade, o companheirismo e as premissas do Mural sempre prevaleceram... Mas é como o Rato sempre fala se quiser se divertir vá pra Disney, se quiser aventuras, vem pro Mural!!! Hehehehehehehhehehehehe....BMMP! Renato.
VEJA O VÍDEO ABAIXO. LIGA O SOM!  
CLIQUE NAS IMAGENS PARA AMPLIAR












































































10 comentários:

josa disse...

massaaaaaaaaaaaaa, ano que vem tem mais, os videos ficaram bala,por favor sem comentário maldoso sou uma pessoa de idade e não devo ler certo tipo de coisas srssrsrsr, ri muito aqui, pareçe até que aventura foi ontem BMMP

JP - João Paulo disse...

Olha a cara da galera... kkk.. rolezinho show.. kkk

Não deve ter sido nada facil, teve até caipora !!
Renato, massa a Resenha. Rato, vc já merece receber honorários pelos vídeos !

Parabens Mural !

Ramster disse...

Estou aqui revendo e me pocando de rir, pois o rolersinho foi muito punk, mas isto é MURAL DE AVENTURAS, essa foi uma aventura que quem foi vai lembrar pra sempre e dizer: SOBREVIVI, KKK
Renato a resenha ficou show.

PEDALE SEMPRE! SE PARAR, VOCÊ CAI.

Piau disse...

Show, show,show de aventura galera... Ainda nao fiz essa volta, mas espero na próxima estar com minha galera vivendo mais essas emoçoes e desafios dignos do Mural!!!
Abraçao.
Piau.

Renato disse...

Pessoal, mesmo eu tendo feito a resenha, eu ja li e vi o video umas 20 vezes. Ja dai muita risada, e relembro como se tivesse acontecido ontem esta aventura.
Foi muito bom .... hehehehehehehehehehe

Renato disse...

Ratinho, o video ficou simplesmente show!!! As perólas no final ficaram demais.... KKKKKKKKKKKKKKKK
Josa, vc é minha corrente!!!!KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

Anônimo disse...

Parabéns, galera da Mural. Afinal, o que a gente leva da vida é a vida que a gente leva. Coelho

welseman disse...

Foram guerreiros, com certeza. Saudações aos EXPEDICIONÁRIOS. Excelente resenha. Abraço aos Muralistas.

welseman disse...

Foram guerreiros, com certeza. Saudações aos EXPEDICIONÁRIOS. Excelente resenha. Abraço aos Muralistas.

Cleverson Sacramento disse...

Josua, essa galhada ficou engraçadona:

http://3.bp.blogspot.com/-Fxy3g7lL_8w/TuzRTYUrb_I/AAAAAAAAQMI/JzvDeltXmNE/s1600/DSC04401.JPG