Trilha na Ilha dos Frades

André Mandrake
Farei uma dissertação sobre a trilha na Ilha dos Frades exatamente como aconteceu correndo o risco de alguns discordarem, porém acreditem foi assim (pelo menos ao meu ver).
Tudo começou na tarde da sexta-feira anterior a tal evento, com telefonemas entre a pessoa que aqui narra os fatos e alguns outros também Muralistas. O conteúdo de tais conversas girava em torno do comentário, digo assim de passagem, “INFELIZ” que nosso amigo/irmão Josué fez a respeito da chuva, da lama, do chiclete e de empurrar a bike, esse “INFELIZ” comentário feito no fórum do Mural tecia as seguintes palavras: “Com essa chuva a trilha vai ser só lama e a lama na Ilha dos Frades é que nem chiclete gruda mesmo e vamos ter que empurrar a bike mais do que pedalar”.
Fiquei deveras entristecido, pois a vontade de fazer essa trilha vinha aumentando desde o fim de semana anterior, quando justamente por causa da chuva houve o adiamento.
Imaginem vocês duas semanas no aguardo, aquela pressão “vai ser de F...” e o Sr. Josué joga um bale de água fria.
Perdi até o ânimo.
Junto com os comparsas que estavam fonando comigo procurei alternativas. Após horas de ponderação decidimos que iríamos fazer outra trilha.
Já estava tudo acertado na minha mente quando recebo uma ligação do Paulinho.
- E ai André tudo certo pra amanhã? Respondi dizendo que a trilha deveria mais uma vez ser adiada ou então cancelada devido às péssimas condições do tempo, e ele:
- Não, tá tudo certo vai ter sim.
Descrente de que ocorreria a trilha, me desculpei com o mesmo e disse que eu e mais alguns desertores iríamos fazer outra trilha devido ao famigerado comentário do Josa, e ainda tentei inutilmente persuadi-lo a se juntar a nós “os traidores”, todavia ele foi irredutível.
Na manhã do sábado acordei sem pressa, pois já não ia mais pros Frades, ia pra perto, juntei os aviamentos e me dirigi pra casa de Ary, já que iríamos juntos. No caminho recebi a ligação que iria mudar completamente o panorama do dia 05 de novembro de 2011. O Paulinho perdido na Br324 sem saber qual era o Rei da Pamonha, gostaria de fazer um adendo informando-lhes que esse mesmo indivíduo já havia ido com a minha pessoa a esse mesmo ponto de encontro numa ocasião anterior. Após lhe dar as devidas instruções perguntei:
- Quem já está lá irmão Paulinho? Ele citou alguns nomes, não acreditei (desculpe Paulo), e pedi o número do celular do Elson, pois estava com receio (medinho) de só estarem lá o Psico e seu irmão gêmeo Reinaldo, e, se só estivessem esses dois eu ia me F... . O Elson me informou que já estavam lá diversos companheiros, inclusive o pivô de toda a confusão (JOSUÉ), e me questionou se eu já estava indo, era tudo que eu queria um pequeno empurrão BROOOOOCA.
Olhei para Ary, contei o que estava acontecendo, e fiz a pergunta que não queria calar:
- Vamos? E ele respondeu:
- Qualquer prazer me diverte.
Prontamente liguei para um dos comparsas colocando minha posição, convidando-o a se juntar a mim e que ele convocasse os outros a se juntarem a nós. Minutos de suspense. Apenas ele retornou a ligação confirmando sua presença. E fomos os três eu (Andre Mandrake), Ary e Pita, super mega hiper atrasados para Madre de Deus.  
No quadro 120 km/h era velocidade de cruzeiro, eu lascando a madeira e Elson ligando:
- Já tá onde? 140 km/h e outra ligação.
- Me espere viu P... . Respondi.
Após andar desvairadamente acima da velocidade máxima permitida e a preocupação de ser deixado para trás (esperaram Josué na ilha de Itaparica, mas, ele é coligado da cúpula), enfim recebi a última ligação que dizia:
- Vire à esquerda, sempre à esquerda. Avistei Rei. Felicidade inenarrável, chegamos a tempo!
Elson que sabiamente já tinha acertado o translado marítimo nos deu pressa, pois o Capitão da embarcação queria zarpar.
Embarcamos, citarei o nome dos elementos em ordem alfabética pra não terem ciúmes, eu, Ary, Elson, Josué, Lucas, Paulinho, Pita, Reinaldo, Sérgio, Tim e Welseman.
Mais ou menos meia hora depois aportamos em Paramana. O sol nos dando as boas vindas, o local extremamente paradisíaco, nos dirigimos imediatamente para o acerto do almoço. Duas moquecas de siri-catado, uma mariscada e um ‘peixinho grelhado’ para o Welseman (no coments), ele não come dendê.
Partindo para o que realmente interessa, começamos a trilha sendo interpelados por um jagunço o qual foi habilmente envolvido na conversinha mole do Elson e não nos causou problemas deixando que passássemos. Para encurtar a história a trilha foi o seguinte: Subida-paisagem-descida-paisagem-subida-... , uma verdadeira montanha-russa de emoções. Quanto mais você subia mais você descia e vice-versa. As subidas extremamente sofríveis eram compensadas com os downhils que se seguiam (e Elson gritando BROOOOCA).
Gostaria imensamente de poder descrever em palavras para os que infelizmente não compareceram tudo o que rolou, contudo essas minúcias estão reservadas apenas para os heróis.
Preciso destacar dois nomes, Sergio e Paulinho. O 1º porque em tão pouco tempo está nos acompanhando sem ‘ratiar’ (termo usado em homenagem a rato ou hamster), e, o 2º que bem me lembro só andava na rabada reclamando que sua bike era muito pesada (28 kg segundo ele mesmo), não sei se pela compra da bike nova (5,8 kg eu que pesei), ou pelo fator psicológico de estar montado numa Scott de carbono, ou se melhorou o desempenho físico hoje só queria andar na frente com os ‘PROFIS‘, também agradeço a gentileza de ter me ligado insistentemente, pois sem isso eu não teria sido agraciado com este dia perfeito.
P.S. LUCAS da próxima vez você não será convidado, pois se dependesse de você todos ficariam com fome, eu, que não estava prestando atenção contei sete pratos volumosos. Cara o ditado “eu comi todo mundo comeu” já tá ultrapassado.  ANDRÉ MANDRAKE

VEJA O VÍDEO ABAIXO. LIGA O SOM!  
CLIQUE NAS IMAGENS PARA AMPLIAR














































































10 comentários:

JP - João Paulo disse...

Já fiz essa trilha e realmente é uma das melhores...

...pena que do jeito que estou vendo nas fotos, em breve a ilha deverá estar asfaltada.. com faixa de pedestre.. sinaleira.. tudo pra dar conforto aos grileiros (politicos, empresários, fundações..) que lá se instalaram e se dizem donos.

Tomara que a justiça mantenha a ordem de embargo e demolição das obras, pois pelo que vi os nativos vem sofrendo com tudo isso - registre-se.

Aê Mandrake ! Quase perde a trilha hein ?? kkk

Valeu Mural !

JP.

SÉRGIO LUZ disse...

ESSA TRILHA FOI SENSACIONAL, OS MURALISTAS TÃO RESPONSÁVEIS.... MAS QUANDO PEGA UMA BIKE, VIRAM ""CRIONÇÇAASSS"". PARABÉNS MURAL DE AVENTURAS.

SÉRGIO LUZ disse...

TEM MAIS..., A COMPANHIA DO "ELSON", QUE FOI COMIGO DE CARONA, TAMBÉM FOI UM ESPETÁCULO, O CARA FALA O TEMPO TODO!RZRZZ

Rei disse...

Sérgio, Elson só não fala mais do que o Rato, nosso animador de festa que anda afastado por problemas geriatricos... mas o papuco do André quase roda presa fez uma resenha show, ele tem medo de lama mas encarou os Frades, lá ele!!! Deveriamos fazer essa trilha mais vezes, a cada 3 meses pelo menos. É boa demais... sem falar na moqueca no final. BMMP... até a próxima!!! Abração.

SERGIO LUZ disse...

P...A REI, EU M DIVIRTO COM VCS, O MANDRAKE SHOWWW, SE FORMOS FALAR SOBRE ESSE EVENTO DA TRILHA, MUITA COISA... EU Q ANDEI MAIS POR TRAS DA GALERA!!!RZRZZZ EU VI """KDA KUEDA""" NAO FOI JOSUE!!!KKKKK AGORA O PITA, SEM COMENTARIOS, DEZ P ELE, O PAULO LIMA...NOS ESTAVAMOS PEDALANDO, PARECIA MAIS QUE ESTAVAMOS EM UM ESTUDIO, CONHECE TUDO DE MUSICA E BIKE NATURALMENTE!!! O GRINGO INCORPOROU-SE NA CERVA...HAA, LUCAS AINDA DEVE ESTAR FAZENDO A DIGESTAOO!!!RZRZZZ. ABRACOS

7 ONDAS EQUIPAMENTOS PARA EVENTOS disse...

Demorou mas saiu essas fotos de frades. 2012 vou treinar muito para aguentar essa ladeiras, q são de matar um. ehhehe

David Bulcão

josa disse...

Mestre mágico(digo Mandrake), quem estava com nojinho não foi pra trilha, e o comentário do empurra bike, foi justamente para a semana que não teve a trilha, devido ao mau tempo, mas que vendo o filme e fotos um monte de poneis malditos se arrependeram de não ter ido srsrs

welseman disse...

Ilha dos Frades sempre vai ser uma excelente referencia de trilha. Foi mais um importante evento do calendario do Mural em 2011. Amigos, superamos as expectativas!!!

Luiz C. Assis Jr. disse...

Vi o vídeo e as fotos, simplesmente sensacional! Pra ficar melhor, eu tenho que participar, hahahahah!

Quem nao esteve hoje em Sapiranga, perdeu, o lugar é lindo e a confraternização foi bacana.

Abs,

Ramster disse...

Muito show a resenha, as fotos e o vídeo.

Pena que não pude ir, mas em breve3 estarei de volta nas trilhas do MURAL DE AVENTURAS.

BMMP!!!

PEDALE SEMPRE! SE PARAR, VOCÊ CAI.