8º Dia - Expedição Chapada dos Guimarães e Pantanal Matogrossense (Transpantaneira)

Ricardo Popó
Gostaria de esclarecer inicialmente que eu (Popó) mais uma vez no penúltimo dia da Expedição, resolvi que iria ficar na pousada, isso não foi “caruara”! Agora voltando para o dia derradeiro, este para mim não foi o último, mas sim um dia único, pois finalmente iríamos conhecer o Pantanal Matogrossense, e pedalar na mundialmente conhecida Estrada Transpantaneira, feita para poucos. É possível se ter uma noção da dimensão da coisa? Acredito que não, pois é uma situação que somente quem passa pode ter a idéia do que é realmente uma aventura destas, unir bike, amizade e paisagem é “muito louco”, memorável! 
Saímos bem cedo (03h) da cidade Chapada dos Guimarães com destino ao Pantanal na maior euforia, amanhecemos entrando na Transpantaneira, onde tem um portal , que tiramos fotos. Após uns 2 Km começou o show, passamos perto de uma lagoa, com inúmeros pássaros, jacarés, capivaras, muito animais! Fica difícil descrever , mas felizmente nosso fotógrafo mor (Elson) registrou tudo, mas como disse, estar e sentir o lugar é diferente de ver em fotos. 
Conseguimos uma pousada chamada Pousada do Rio Claro um lugar paradisíaco. Acertamos nossa estadia e finalmente fomos pedalar na Transpantaneira percorrendo um total de 30 km que para mim especialmente foram os mais belos e fascinantes de toda Expedição, ali você percebe a magnitude do criador maior, Deus, e como é bom ter amigos e andar de bike. 
Na pousada ainda almoçamos, depois fomos fazer um passeio de barco, onde na saída do cais, encontramos com um jacaré (Zico) de apenas 2,5m, antes ele tinha 2,8 m, mas perdeu a ponta do rabo em uma briga, muito louco, ele é provido de suspensão a ar kkkk, pois levanta as pernas para andar e as abaixa para encostar a barriga no chão, kkk. 
Saímos de barco pelo Rio Claro onde encontramos alguns moradores do lugar uma águia que vem pegar peixe na mão do condutor do barco, ainda um jacaré chamado Digão, que também vem pegar comida na ponta da vara, a Dorotéia (namorada de Digão) e muitos outros pássaros. 
De volta para a pousada, desmontamos as bikes e as embalamos, e depois fomos para um jantar a base de jacaré frito, costela do peixe Pacú (pronuncia-se paquives), muito comum na região que se dá o nome de ventrecha, e é lógico brindamos o final de Expedição com cerveja e muitas risadas. 
Neste lugar eu pude ver como é bela a natureza com toda sua plenitude criada pelas mãos de Deus e a amizade que reúne pessoas com o mesmo ideal. Obrigado novamente aos meus amigos Elson, Piau, Maurão e Rei por termos convivido estes 08 dias na mesma freqüência fortalecendo nossas amizades. Até a próxima! Popó
VEJA O VÍDEO ABAIXO. LIGA O SOM!  
CLIQUE NAS IMAGENS PARA AMPLIAR













































































































5 comentários:

Elson disse...

Inesquecível essa aventura! O pantanal é um lugar único! As fotos estão show.

Muito obrigado galera por mais uma Expedição. Em 2012 tem mais!!! Aguardem!

welseman disse...

Mural de Aventuras, mais uma vez, deixando seu rastro de bike por onde passou. Ficou massa, a resenha, as fotos e o vídeo. Valeu Galera!!!

Luiz C. Assis Jr. disse...

Muito massa, Mural desponta e desbanca mesmo!

Ricardo Popó disse...

Impossivel não se emocionar diante de tamanha beleza, ainda mais ter vivido o momento com amigos como já descrevi com a mesma vibe.VALEU MURAL!!! Valeu Elson, Piau, Reinaldo e Maurão!!!!!

Ramster disse...

Muito massa!!!
Sem palavras para descrever a admiração por esta turma.

Parabéns Galera do MURAL DE AVENTURAS!

PEDALE SEMPRE! SE PARAR, VOCÊ CAI.