Trilhas em Rio de Contas

Rio de Contas – cidade histórica, onde se encontram os picos culminantes do nordeste (Pico das Almas com 1.922m, Pico do Itobira com 1,970m e a Serra do Barbado com limite a cidade de Abaíra com 2.022m), uma cidade com um patrimônio histórico muito rico,  cachoeiras,  igrejas e a recepção calorosa do pessoal da cidade.
 
16 de fevereiro de 2012 começava a minha primeira trilha em Rio de Contas após a minha vinda de Salvador, especialmente feliz pela companhia do meu filho Serginho.

Seguimos em direção a barragem, inventei uns caminhos e o moleque só me acompanhando, o levei a saída das águas da tubulação, ele ficou encantado com a engenharia ali presente.


Entramos por uma trilha, onde passamos por uma estrada, e de repente surgiu um carro! a condutora me reconheceu e falou: - Aí  “the”  (era o meu apelido quando pequeno lá em Rio de Contas)... - se preparando para o carnaval! e com o filhão – parabéns! Fiquei contente. seguimos sempre conversando pois o moleque fala, fala, pergunta, pergunta, muito massa...

Retornamos passando pela Igreja de Nossa Senhora Santana.

Como eu estava com muita vontade de descobrir percurssos novos... me aventurei, acho que nós do Mural de Aventuras precissamos ir explorar o local em três ou quatro dias... da para conhercer bastante... foi muito bacana, em seguida relaciono algumas fotos,  prestem atenção sempre nos caminhos ao longo das fotos.
  Sentido a Capelinha – Percurso do Brasil Ride (Foto abaixo)


 Vista da cidade de Rio de Contas – Estrada da Capelinha.
Estrada Real  - estrada de pedras sobrepostas, onde escoava o ouro produzido em Rio de Contas. (Foto abaixo).
 Da Estrada Real, avista-se a "Estrada Verde” – ligação entre Rio de Contas / Livramento de Nossa Senhora. (Foto abaixo).


  Estrada Verde (Foto abaixo)
Abaixo a chamada “Nega do Zofir” (foto arquivo pessoal) era o símbolo da Estrada Verde... não se sabe como, mas não existe mais, rolou montanha abaixo!!!
 Bom, até aí pedalei muito sozinho, dia seguinte encontrei um amigo das antigas que tomava remédio para o coração, começou pedalar a quatro meses, está muito bem, e já não utiliza mais remédios!!! rsrsrs... meu amigo “ Rui Trindade”.
Estavam também em Rio de Contas meus primos Ricardo Villares (Best Bike) e Robério.
Saímos então com orientação de Rui, foi muito engraçado, pois logo no início da trilha passamos por um pé de “pequi”, e começamos a catar (tradicional em Rio de Contas)!!! ou gosta ou detesta!


 Adiante, passamos por uma propriedade e encontramos um córrego de águas cristalinas.

No dia seguinte a mulher de rui não permitiu tão preciosa companhia (entregação) kkkkk, então eu, Ricardo e Robério saímos para uma trilha mais leve... por lá encontramos locais com níveis  de dificuldades entre 2 e 5 (ver níveis de dificuldades).


 Cinco dias de pedal, e somente um pneu furado. ( pagou a cerveja )!!!
Na conclusão das trilhas, saboreamos uma geladinha, com e sem moderação, pois ninguém mais iria pedalar ou dirigir!!! Rsrsrss.
Então... esse é somente um resumo do que podemos nos apropriar e pedalar muito, com saúde e fé em Deus, finalizei com mais um passeio especial com meu filho e o grande amigo dele em  Rio de Contas  -  Samuel.

Abraços a todos, conheçam Rio de Contas!
BMMP! Serjão.

8 comentários:

Ramster disse...

Parabéns e muito obrigado Serjão por relatar esta aventura e pelas fotos o local tem muito potencial para nos presentear com excelentes trilhas.

PEDALE SEMPRE! SE PARAR, VOCÊ CAI.

SERGIO LUZ disse...

ELSÃO FICOU MUITO MASSA!! ABRAÇOS.

welseman disse...

Show de trilha. Parabéns pela resenha. Abraço.

Rei disse...

Show de bola Serjão... parabéns!!! Essa região é fantástica mesmo... e que bom que vc chegou pra ficar no grupo. Abração.

Luiz C. Assis Jr. disse...

Serjão, parabéns pela belha trilha!!!

JP - João Paulo disse...

Serjão, muito bom ver vc se dedicando MTB, ainda mais guiando o meu amigo e colega Ricardo na arte das trilhas.

JP.

josa disse...

aê Sergio, fazendo escola, tá brocando, e tudo no estilo mural de aventuras BMMP

Reiner Requião disse...

Uma bela trilha. um dia chego lá!