É possível um Muralista fazer um pedal recreativo na orla?

Se vocês pensam que irei falar da falta ou da situação degradante das ciclovias de Salvador ou da invasão de pedestres nas mesmas, estão enganados.  O papo agora aqui é outro.
Domingo 21/10/2012, acordo com uma vontade de dar um giro na orla. Visto o uniforme do Mural de Aventuras, coloco óleo na corrente e monto na bike. Desci a Ladeira da Barra em alta e logo ao chegar no Farol percebo que iria enfrentar um forte vento contra. Mas isso não teria problema, a questão é que o “besta” aqui não consegue mais pedalar devagar, principalmente sozinho. Acho que isso é uma característica de Muralista, brocador até nos pedais recreativos, rsrs. Então fui vencendo o vento e o que era para ser um pedal light, daqueles regenerativos sem compromisso, passou a ser um verdadeiro treino.
Mais na frente, pude perceber que quando passava por outros ciclistas, “Papucos” e outros nem tanto, alguns aumentavam o ritmo na tentativa de me acompanhar. Aí veio o primeiro caso, já quase na Curva Grande do Rio Vermelho, avistei um “cabra” em uma GTS daquelas toda customizada e pneus finos mantive a velocidade e passei o mesmo na maior tranqüilidade, foi quando repentinamente percebo uma aproximação que se concretizou em uma rápida ultrapassagem em plena ladeira. Era o “papuco” da GTS!!! Poxa, por um segundo tentei me controlar e deixar que o mesmo fosse embora, mas o espírito “brocador” falou mais alto, desci duas catracas, dei uma pedala forte em pé e ao passar só pude perceber sua respiração ofegante.  Aí meu ritmo que não era lento, passou a ficar ainda mais forte...
Já na ciclovia da Pituba, passa um carro e o motorista grita: “Bora Mural!”. Aí eu tive a certeza que não estava sozinho! KKKK. Acho que quanto os bikers avistam aquela camisa verde e branca alguma coisa muda. O fato é que o “lar” do Muralista é a terra, barro, lama e não o asfalto. Rsrsrs.
Chequei no Aeroclube em um ritmo intenso e parei para beber uma deliciosa água de coco. Precisava voltar devido a compromissos familiares, então iniciei o regresso decidido a não forçar e deixar o vento me levar de volta. Foi quando teve o segundo caso, na subida do Jardim de Alá passei um ciclista em uma Caloi SK, sim aquelas full de mola com 20kilos. Acreditem! Já na descida, o cara passa por mim em alta, grita “Cola agora!” e sai costurando as pessoas naquela parte em que a ciclovia se mistura com o caminho para pedestres. Aff... Ele era um guerreiro, então dessa vez deixei sentir um pouco da satisfação de poder ficar na frente e quando já estava com as pernas bambas e se contorcendo no selim, botei de lado e falei “Agora cola!”, soquei o pé e em menos de 20 segundos já não mais o avistava.
Segui torcendo para não encontrar mais nenhum outro caso, pois já estava cansado, Rsrs. No Farol da Barra fiz uma foto com o mascote da copa (vejam acima) e depois subi a Ladeira da Barra para finalizar um verdadeiro treino no domingão! UFA!
Aí vai uma dica: Ao passear na orla com a camisa do Mural prepare-se para muitas emoções!! KKKK.
AH! Alguém já teve casos parecidos com esses? Comentem abaixo.
Bora Mural! Inté. Elson.

7 comentários:

josa disse...

srsrs comigo isso é direto, agravado ainda pelos cabelos brancos, só ouço os comentários, olha só o corôa pega ele, já me ferrei uma vez com um papuco, mas já dei uns couros em alguns, mas o mais importante é sempre quando tiver a oportunidade de parar, e dizer pra eles o quanto eles estão bem e agradeçer pelo treino afinal todos já fomos "papucos " kkkk
quem nunca foi brocado por um papuco levente os braços kkkk

josa disse...

\o/ \o/ \o/ kkkk

Leo Capote disse...

show de bola Elsão...mas de fato...andar com a farda do mural....carrega uma grande responsabilidade.....

Lucas Malandra disse...

É Elson, ando direto na orla e até hoje não encontrei nenhum "papuco brocador" tirando onda não. rsrsrs

Mas como o Mural ta cada vez mais conhecido em Salvador, o pessoal quer testar pra ver se o Mural é isso mesmo que todos falam, brocação total!!

JP disse...

Vamos atacar o tatu bola, encher ele de flexada, e protestar !!! Depois vamos brocar nas frente dos carros e motos dos "puliça"!!!

ehehe já fiz uma paradas dessas ai tb Elsão, e a alegria dos papucos é achar que vão brocar os verdinhos.. eheh.. mas depois ficam para tras bem tristinhos ...kkkk

Ed disse...

Gostei JP :"brocar os verdinhos.. vai ficar tras bem tristinhos ...kkkk
\o/ \o/ \o/ kkkk
O UNIFORME DO MURAL É A PERSONIFICAÇÃO DA BROCAÇÃO...

Anônimo disse...

Alguém já experimentou se disfarçar de Papuco?? Eu mesmo quando vou pra orla deixo minha Merida em casa e saio com minha SK. Garanto a vcs que é muito mais divertido ultrapassar os "Fibradores" e deixar eles achando que vc é Papuco.