Percurso da Maratona MTB de Mucugê - Trilhas do CT de Inverno Gantuá

Tudo começa quando ficamos decididos a encarar as Aventuras do Mural, na preparação para a viagem primeira a magrela! Revisão geral, faróis, câmara sobressalente, emendas para corrente, bomba, óleos, gancheira e ferramentas. Depois vêm as demandas pessoais: Todos os EPIS, mochila leve, com reservatório térmico para água, de preferência com bolsos para: ferramentas, máquinas fotográfica, celular e alimentos e principalmente dinheiro para eventuais emergências, e não esquecer o corta vento, para hora do frio. Para aqueles mais precavidos poderão dispor, em uma sacola de viagem, em separado, dos suprimentos e das roupas necessária a cada dia, assim sugere e faz o Serjão.
A Partida para cidade de Mucugê marcada para as 17h00minh em ponto, na frente da Churrascaria Vilas. Porém a nossa bela e acolhedora cidade passa por um momento crítico na solução dos seus graves problemas: o  transito,  os transportes, a educação e a saúde, como era de se esperar  passaram-se inevitáveis 3 horas de retardo. Ficamos assim definidos para viagem em comboio: A carretinha, puxada por Élson portando suas 2 bikes e mais a do Uelton, do Rei, a do Btwin ,  do JP,  do Josué, e a Minha;  Mandrake seguiu em viagem solo no seu possante Meriva; os irmão barbudinho no seu econômico Uno; Eu, Btwin, Uelton e Rei no Eco Sport os outros seguiram com antecedência e na frente: Serjão e Tiagão. A viagem transcorreu com tranqüilidade devida a condução responsável dos pilotos, também mandam bem sobre as 4 rodas.
Já em Mucugê, fomos recebidos com grande alegria por Diana e Alan, dois poderosos  atletas praticantes ávidos da eco aventura e organizadores de eventos maravilhosos (visite o site www.gantua.com.br). Finalmente após alimento farto dormimos com a expectativa da primeira etapa da aventura do CT de Inverno Gantuá com trajeto de aproximadamente 70km compostos de asfalto, trilhas com singles track, estradão e perdidão.
Todos acordados e já refastelados do café da manhã, PARTIU! PARTIIU!  Após sessão de fotos saímos da praça em frente a igrejinha, antes proferindo um breve discurso Elson como sempre incentivador e desafiador, procurando cada vez mais e sempre a união e a organização dos Bikers. Somos uma equipe mesmo, e com regras firmes e duras e consolidada por todos. Mesmo assim na equipe ocorrem manifestações individuais e/ou  individualistas isto desagrega em um dado momento mas incrivelmente se restabelece o espírito de equipe. Bora Mural!

Aqui começa o momento mais esperado, postos em direção ao percurso da 1ª Maratona MTB de Mucugê, começamos com pesado ritmo do Mural uns 20km de decidas e subidas em asfalto até entramos no melhor single trecking da aventura (trecho incluso na prova do Brasil Rider) mata densa com abertura suficiente para descer escorregando por entre galhos e curvas, bancos de areia e cascalhos, uma maravilha. Confesso que tive muitos escorregões, seguimos em frente passamos por dentro de fazendas de café parte e breve perdidão, curtimos a travessia da pinguela doida, sobre trecho próximo à nascente do rio Paraguaçu. A pinguela foi  possuída pelos saltadores ornamentais: Barbudo, Uelton e Elson; os demais não se decidiram por entrar na onda, não fique louco para entrar mas curti as brincadeiras. Seguimos em frente e logo nos deparamos com a maior de todas as subidas onde o Uelton subiu e desceu por 3 vezes! Exceto Eu todos subiram até o topo alguns tiveram paradas mas subia na magrela fazendo questão de não deixar um milímetro de subida para trás. Saindo do sopé do morro descemos e corremos dando a volta pela serra do Sincorá e entramos novamente num delicioso single track até o fim da trilha!
Acabou? Lógico que não, os bikers mandaram ver atravessando baixios abrindo caminho com suas bikes na frente com a crista levantada. A partir daqui atravessamos mais fazenda de café, quando para nossa alegria um pivô jorrando feito cachoeira e muitas fotos dos bikers. Então seguimos, eu sempre atrás, continuamos até o estradão onde aconteceu o fato que me destacou como maior acontecimento do dia: descendo estradão 15 bikers, em alta performance, o poeirão deixava cego quem vinha logo atrás quando de repente sinto o pneu da frente perder altura e quando acontece o grande susto: 87 kilos projetados ao longo de 5m do local de onde a roda dianteira ficou-se numa valeta,  Diana disse -- “foi incrível!” -- o meu corpito sendo lançado ao lado dos bikers enquanto desceram ao estilo Mural: Solta o Freeio! Pedaala! Apesar do susto nada se quebrou, a bike não sofreu nenhum arranhão, só as lanternas quebraram os suportes. E, eu sofri escoriações nas costas cotovelo esquerdas, na palma da mão direita (3 pontos não dados). Então com a ajuda e solidaria atitude de todos, tudo fora recolhido cuidado e devolvido. Montei na bike e pedalamos por mais 5km de estradão e uns 7km  de asfalto com subidas até o CT do Gantuá. Onde a resenha era o prato predileto. O almoço rolou com sabor de jantar. Mais resenha. E, já é ora de dormir, para o próximo desafio do dia seguinte.  Quero agradecer ao incentivo de todos, e dizer que vou Muralizar meu pedal, hehehe! Zé Bezerra.
CLIQUE NAS IMAGENS PARA AMPLIAR


































































































































5 comentários:

Elson disse...

Valeu Gantuá, valeu Mural!

Bezerra, parabéns pela resenha! Vc chegou chegando no Mural! Gostei do verbo "muralizar" kkkkk.

Lindos lugares só fazem lindas fotos!

Bora Mural!!!


SERJÃO disse...

ESPETÁCULO DE PEDAL COM MURAL DE AVENTURAS!!!

JP disse...

foi só o primeiro dia ! Tudo maravilhoso! Grande aventura!

Tiagão disse...

Mais uma vez FODÁSTICO! BMMP

Giulyano disse...

Show de imagens, fiquei babando aqui. Parabéns a todos