Trilha 4+ com Atlântico Bike

Alô galera do Mural !
Fui convocado por Elson (em plena trilha) pra fazer a resenha da Trilha 4+ em parceria com a Atlântico Bike. Sabem porquê? Calma...Leiam !
Bem: Voltando um pouco o tempo, na terça-feira lá no CTM Paralela perguntei a Elson se esta trilha (de nível 4) dava pra eu encarar, já que seria uma trilha anunciada como aberta (pois AINDA não estou no Mural Club, hehe). Ele respondeu: “Você, Cerqueira? Lógico ! vc é brocador !!!” (não estou mentindo! rsrs). Nem dormi nesse dia...
Pois então no dia 25/05 (sábado) às 06:15h já estava lá na frente da Atlântico Bike (ponto de partida da trilha). No local tb chegando integrantes do Mural, Pedal Group e a galera da Atlântico Bike (clientes e amigos). Após cumprimentos e feito o briefing por Jairo (promotor do pedal), o mesmo tb informou que pretendia retornar entre as 11:00h e 12:00h (rsrs). Conversei rapidamente tb com outro integrante (Bezerra, se não me engano) que estava meio apreensivo por ser a sua primeira trilha com pedal clip. Falei com ele: - Não vai cair não. Mas se cair, será parado... Partimos ! (ou melhor, partiu!!!)
A trilha foi batizada de 4+ porque foi a união de 04 trilhas existentes na região de Abrantes numa só. Sendo assim, seguirei a resenha tentando separar os 04 trechos:
1+ Saimos pelo asfalto e cruzamos a estrada do côco em Lauro de Freitas (imediações do Caji) e fomos para o 1º trecho de trilhas até sair na Via Parafuso em Camaçari. No início éramos 32 aventureiros e 01 aventureira (parabéns Marcela ! representou bem as bikers femininas). Algumas paradas para reagrupamento e por bike quebrada, perdas de óculos (inclusive de grau) e até um desencontro entre pelotões marcaram esse trecho. Me lembro de Elson chegando pingando de suor e já despejando: “- Pedi pra parar, porque se mandaram?”. Mas a resposta foi: “quando fomos avisar a galera já tava longe!”. Após reagrupamento seguimos para o 2º trecho.
2+ Neste ponto, Jairo já orientava que quem não quisesse seguir, havia uma opção de retornar. Não me recordo se alguém retornou...Seguimos por trechos de estradões e singles tracks muito legais, subidas e descidas com muita areia fofa, cascalho, valas, galhos de árvores...fizemos também uma parada técnica para hidratação e seguimos para o 3º trecho.
3+ Já era mais de 11:00h e a previsão de retornarmos até às 12:00h já tinha caído por água abaixo...Uns diziam: - Ainda bem que trouxe minha lanterna. Neste trecho alguns participantes (Inclusive nosso Campeão Matheus!) já estavam abandonando o barco por “compromissos pessoais”...rsrs.  Elson e Jairo botaram uma “pilhazinha” pra eles continuarem, mas... Até aqui a minha “brocação” estava indo muito bem quando, subitamente e inesperadamente, comecei a sentir câimbras! Pensei comigo: vou continuar que essa p...passa. Mas não. A perna deu uma fisgada radical que não conseguia mais dar 01 pedalada sequer. Fiquei surpreso pois tenho tido uma boa frequência em diversos pedais e trilhas (inclusive medalha de prata na corrida CT Gantuá de Sapiranga, hehe). Os brothers que iam passando por mim parado já perguntavam: - O que foi, dá pra seguir...Foi quando Elson (sempre ligado em tudo!) parou,  tirou de sua mochila e me deu um concentrado de sódio e potássio (uma balinha) e disse que melhoraria...Realmente funcionou e seguimos o pedal. Nesse ponto o meu objetivo mudou de “brocar” para apenas “completar” rsrs... Após umas pedaladas sem maiores problemas avistei a galera subindo um morro pancadão, onde a quase totalidade teve que subir empurrando a sua bike. Após a subida vem a...DESCIDA ! Aí não tinha câimbra certa! Descemos (a maioria, inclusive eu) na boa técnica do MTB ! Tivemos tb que fazer a passagem de um rio com a bike no ombro. O sol estava “rasgando” e alguns tomaram aquele tradicional banho de roupa no rio, mas não deu pra todos pois... partiu !
4+ Seguimos e fizemos mais 01 pit-stop na região do Capivara para reposição de água, etc. (o calor tava forte!). Lá também estavam um grupo de trilha de moto e quadriciclo (inclusive meu cunhado que estava no bolo...rs). Me desculpe cunhado, seu esporte é legal, mas é um  barulho do c...! kkk. Seguimos para o trecho final com mais singles, estradões, foi quando senti a 2ª fisgada! Elson (mais uma vez) me ajudou, agora com um “procedimento técnico” na minha perna (não foi massagem!). E melhorei de novo! Foi aí que teve a grande ideia de me convocar pra resenha (entenderam!). Lembrando ainda, nesse ponto o nosso amigo do pedal clip novo já tinha caído umas 03 vezes parado, no mínimo! (tenho que sacanear alguém...). Normal pra 1ª trilha com clip, irmão ! Depois de muita trilha (com várias resenhas paralelas, que se diga) chegamos novamente no asfalto só que ainda estávamos na região de Areias após a praça de pedágio! Ou seja, ainda faltava uns 13 km pra chegar! Mesmo com meu pequeno “probleminha” segui forte com o grupo e deixando até outros “sobreviventes” pra trás. Fomos pedalando e reagrupando (afinal, nesse grupo ninguém fica pra trás de verdade), inclusive surgindo até um carro de apoio, servindo de batedor de fundo. Chegamos de volta à loja às 14:00h (isso mesmo!) com a tão esperada e por que não merecida, recepção com mesa de frutas. Tinha uma galera que queria até almoço kkk. Abraços a todos e já desejando boas trilhas! Valeu Mural ! Antonio Cerqueira.
VEJA O VÍDEO ABAIXO. LIGA O SOM!  
CLIQUE NAS IMAGENS PARA AMPLIAR
























































3 comentários:

JP disse...

Essa tem de entrar no calendário ! Valeu Mural, valeu Jairo !!

José Bezerra Sb disse...

Antônio Cerqueira. Valeu o comentário. Boa escolha Elson! Aí campeão foram 3 uma no riacho, a 2ª no barreirão - nessa me larguei na terra fofa! a outra no asfalto. Essa o Elson estava por perto e registrou meu Bulling, Rsrs. Valeu Antônio. Valéu Mural!

João Lotto disse...

Show de bola a trilha e a resenha! Valeu Mural!Valei Atlântico Bike... Até as próximas!!!