Trilha na Reserva de Sapiranga - A Travessia do Pojuca

Quando recebi a mensagem de Elson no facebook informando que a trilha escolhida na enquete do Mural para o dia 20/out foi a da Reserva de Sapiranga, fiquei muito animado, pois não conhecia essa trilha e já tinha ouvido falar que era super legal. Ainda mais sendo num domingo.
Bem, como o horário marcado para a saída na Praia do Forte era as 7 da matina, me preparei para acordar bem cedo e já as 5 da madruga já estava de pé. Cheguei na PF as 7 em ponto e já encontrei Fernando no estacionamento preparando a bike. Andamos mais um pouco e já encontramos a galera reunida e Elson já chamando todos para as instruções e partindo em seguida.
Passamos pela pista de pouso e andamos um pouco pelo areal até chegarmos ao asfalto da linha verde. Atravessamos com cuidado e já pegamos uma ladeirinha do outro lado.
Andamos em single tracks muito legais, estradões e finalmente chegamos ao rio, onde deveríamos atravessar. Porem o rio estava muito alto (devido as chuvas recentes ). Rei entrou no rio para fazer um teste do nível da agua e estava muito alto (na altura do pescoço ), todos ficaram preocupados pois o normal era o nível estar na cintura, mas daquela forma, não conseguiríamos atravessar pois ainda teríamos que carregar a bike e a correnteza estava forte. Todos preocupados e procurando outro ponto para atravessar. Alguns foram mais adiante no leito do rio tentar ver se tinha algum trecho mais baixo para atravessarmos, mas nada... se não atravessemos, teríamos que voltar todo o percurso (e pela cara de Elson isso não era uma boa ideia...rss ).
Finalmente Fernando teve a ideia de tomar um banho de rio e aproveitar para fazer uma travessia de teste... e não é que ele achou um caminho com a agua um "pouco" mais baixa ? ai começou a discussão: atravessa ou não? Arrisca ou volta tudo? Finalmente Fernando e Paulinho tiveram a coragem de atravessar com as bikes e deu certo... e todos foram atrás.. e deu tudo certo, graças a Deus! Parecia até treinamento do exercito, rsss. Adrenalina pura!
Depois do rio, continuamos por single tracks muito legais e chegamos às fazendas de Eucaliptos, visual muito bonito. Pena que não pude apreciar muito, pois começava a ficar cansado e minha preocupação era tentar acompanhar a galera lá na frente e não ficar pra trás.
Depois de passar pro varias cancelas, vi que o pessoal estava meio perdido e notei que o percurso da trilha estava aumentando mais que o planejado... Na chamada da trilha foi dito que seriam 35 km. Como eu sou novo na Bike ( comprei minha mountain bike ano passado e tenho somente uns 6 meses no Mural e essa é minha segunda trilha grande ), pensei se eu conseguiria fazer os 35 km... e achei que sim... mas quando vi já tínhamos passado e nada de chegar em Praia do Forte. Nessa hora minhas pernas começaram a doer e perder a força (agradeço aqui a Sabrina e Fernando por terem me dado força)... mas fui tentando, sempre preocupado em não ficar pra trás e perder a galera ( rss ).
Finalmente chegamos no vilarejo de Malhadas e já estava marcando 41 km de trilha ( mais que meu limite e meu corpo já fraco ). Mas eu estava otimista achando que já estávamos perto de PF. Perguntei quando tempo falta a  PF e responderam que cerca de mais 10 km.... eu desabei !!! não aguentaria mais 10 km ( seriam mais de 50 km no total ). O pessoal disse que eu tinha que continuar, coisa e tal. Mas não quis continuar de bike, primeiro para respeitar meu limite e segundo para não atrapalhar a trilha do pessoal. O grupo então se dividiu em dois, logo apos um pequeno descanso um grupo decidiu ir logo para a PF, mas o outro grupo, resolveu pedir um mocotó e tomar umas cervejinhas, foi ai que decidi voltar de ônibus a PF, mesmo sabendo que a galera iria fazer a resenha (rss ) eu sabia do meu limite. Mesmo com essa dificuldade, a trilha de Sapiranga foi muito legal, single tracks, estradões, fazendas de eucaliptos e a fantástica travessia do rio com agua no pescoço e bike para cima. Só tenho que treinar mais para aguentar até o final...rss. Flavio.
VEJA O VÍDEO ABAIXO, LIGA O SOM!
CLIQUE NAS IMAGENS PARA AMPLIAR








































































2 comentários:

Ramster disse...

Show!!!
Muito legal, as fotos, a resenha e o vídeo!

Rodrigo Pesquero disse...

Essa foi uma das melhores trilhas na sapiranga!