Trilha na Ilha de Itaparica - O Pedal no Mangue e os Pôneis Malditos

Preparativos na noite anterior (comida, bike revisada, água, lanche..) tudo certo, partiu dormir! Só que na verdade dormir na véspera de uma trilha nível 4 se torna algo muito difícil pra mim, e acabei chegando no ferry boat como combinado, as 5 horas da manhã. Olhei para um lado e outro e não vi ninguém bateu logo o desespero e mandei logo uma mensagem pra Elsão perguntando pela galera. A galera foi chegando aos poucos, tomamos um mingau pra esquentar e embarcamos. Todo mundo no ferry olhando, tirando fotos, curiosos sem imaginar pra onde iríamos. Muita resenha, perturbação, alguns aquecimentos e desembarcamos para mais uma aventura!  Começamos pelo asfalto, logo em seguida pegamos um estradão e paramos na reserva onde tem uma igrejinha, para fotos; e Elson apresentou  e explicou a novidade do mural: O aplicativo “Meu Mural” para smartphone. Mural sempre inovando!!!
Demos continuidade na trilha, passamos por trechos de estradão, single tracks recheados de lama, cascalho, raízes e troncos. Chegamos em um distrito e fomos direto para o deck no meio do mar,aproveitamos a paisagem e tiramos muitas fotos. E como disse Cerqueira: Essa vai para o banner do mural! Depois da sessão de fotos paramos em um mercadinho para hidratação e lanche! Todos abastecidos, Partiuuuu!! Entre subidas e descidas chegamos em um povoado e paramos no bar Recanto da Paz, onde fomos recebidos pela alegria da criançada que estavam brocando com suas bicicletinhas, e JP distribuiu revistas infantis para a garotada, onde foi notório o sorriso delas! Pela primeira vez Elsão fez uma votação para definirmos o percurso (passar ou não pelo mangue). Resultado:Todos de acordo a passar pelo mangue, eu até que ia levantar a mão pra dizer que não queria mas como ninguém se pronunciou contra, meu voto não valeria de nada! Rsrs E tive que aceitar! Bora muraaalllll..
Chegado ao tão esperado mangue, bateu logo o desespero, nunca tinha passado por um mangue a pé imagine de bike! Mas pedalar no mangue só no Mural mesmo, e partiiii...Vários brocaram pedalando, inclusive eu! É uma loucura, massa demais... em alguns momentos a bike afundava toda e quando imaginava um caranguejo sair dali e me dar uma mordida, pedalava ainda mais..rsrsrs. Terminado a adrenalina do mangue, que por sinal gostei muito, fomos direto a uma fazenda. Fomos recebidos por duas garotinhas que já conheciam o pessoal do mural devido as outras trilhas feitas por lá e tomamos banho na cachoeira artificial, muitooo boaaa e aproveitamos para lavar as bikes. Rei deu chaveirinhos de bike para elas distribuírem para os meninos que não tinha ido dessa vez! Forças renovadas, continuamos. Nessa hora a fome já começava a aparecer e um dos meus estímulos era o tão falado feijão.
Entre subidas e subidas o câmbio da bike de Btwin quebrou, e por sorte estávamos perto das ruínas da segunda igreja construída no Brasil!! Mural Tb é cultura! RS Enquanto Btwin fazia os reparos da bike aproveitamos para tirar fotos. Bike pronta, partiuu!!! Pegamos o asfalto e finalmente chegamos na casa do tio de Rei. Enquanto uns deram o velho mergulho na praia outros descansavam á espera do feijão. Mesa posta todos “educadamente” se serviram, barriga cheia e a maresia reina. Nessas horas o chão duro se torna macio. Depois do descanso, partiuuu, afinal ainda tínhamos que pegar o ferry de volta. Ressaltando que Wellington empurrando Btwin, pois estava com a bike quebrada, conseguiu brocar Cerqueira!! Kkkkkkk Boraa Muraal!!!! Chegamos a tempo e finalizamos o pedal com todos deitados no ferry. Trilha muito boa, recomendo! Participar de uma aventura com a família Muralista é sempre uma satisfação e resenha garantida!!! BMMP!!! Carla Guimarães.
VEJA O VÍDEO ABAIXO. LIGA O SOM!
CLIQUE NAS IMAGENS PARA AMPLIAR



























































































































5 comentários:

Ítalo Monteiro disse...

Sucesso demaisss!!!! Na proxima to colado! BORA MURALLLL!!!!

Tiagão disse...

Trilha top! Agora, pedalar no mangue eu continuo dispensando! Kkkkkkk
BMMP! Pra Sempre!

marcelo rodrigues disse...

Ótimas fotos e excelente resenha. Mural é muita moral!!!

Rubevaldo Alves Amaral disse...

Muito interessante, parabéns. Seus relato e foto conseguiu expressar muito bem a experiência.

Rubevaldo Alves Amaral disse...

Parabéns