2ª Trilha das 7 Maravilhas da Linha Verde

Esse será o meu relato da minha primeira participação como Muralista e logo na tão falada “Trilha das 7 Maravilhas da Linha Verde”.
Acordei cedo e fui ao Posto Paraíso para esperar a galera, chegando lá, aguardei um pouco e logo peguei a minha camisa do Mural para embarcamos rumo a Costa do Sauipe.
Saímos então em busca das maravilhas da trilha, sempre que parávamos em algum lugar de imediato Elson tirava fotos e falava onde estávamos, continuando o percurso chegamos em um lugar chamado Itapissirica, bebemos um delicioso caldo de cana gelado com limão e logo saímos. Logo a frente havia grande ladeira, cheia de valas e foi em uma dessas que o brother Nino passou a 1000, perdeu o controle da bike e bateu forte numa pedra destruindo as duas rodas de sua bike, sendo que felizmente não sofreu nada de grave. Ali foi o fim da linha pra ele, conseguimos um carro para levá-lo de volta.
Passamos por riachos, fazendas e uma plantação de eucalipto que a toda hora Elson falava como sendo as maravilhas, que realmente eram.
Chegamos em Itanagra, fizemos uma foto em frente a ruína da Igreja e fomos para o restaurante, onde foi servido um almoço espetacular! Descansamos, conversamos e ainda de barriga cheia partimos para concluir a trilha.
Tivemos duas gancheiras quebradas que foram prontamente trocadas. Seguindo o percurso, fique impressionado como Elson nos guia pela trilha tendo o caminho já gravado na cabeça (o cara tem um GPS na cabeça, rsrs).
Como havia quinze dias sem pedalar, estava muito cansado. Já na volta pelo asfalto, paramos pra tomar água de coco, foi quando sugeri  sair na frente para adiantar, só que entrei em local errado fazendo com que o grupo ficasse mais de meia hora me esperando, mas no fim nos encontramos e seguimos concluindo mais uma bela trilha.
Essa é minha resenha da trilha que só mesmo indo para saber quais são suas muitas maravilhas. Eduardo Araujo.
CLIQUE NAS IMAGENS PARA AMPLIAR

































































































































4 comentários:

Zé.bezerra disse...

É muito Mural nessa aventura. Vejam quantas fotos legais! BMMP!!

Plech disse...

Essa trilha é mesmo espetacular, parabéns a todos!

Beto Limoeiro disse...

Ótima resenha Eduardo e esta trilha é sensacional. O caldo de cana de Nino estava batizado. Rsrsrs

Zé Raimundo disse...

Na verdade a foto que mas significou a trilha foi a árvore de bike. Nunca tinha visto árvores produzinho bikes. Muito boa essa foto.