Enquete para Aventura de 29/11

Qual aventura deseja fazer no dia 29/11?
Sátiro Dias
Ilha dos Frades
7 Maravilhas
Ilha de Itaparica
Boca da Mata
Circuito Copa Mosso (Feira)


ATENÇÃO: Votação até 05/11

Trilha da Tiririca e Aniversário de Josa

Muitos dias sem pedalar e já sabe né? a forma física vai embora, e a brocação não fica tão em alta, mas com uma trilha marcada justamente no dia do meu aniversário, não dá pra recusar, e lá vou eu mesmo cansadinho hehehe, no ponto de encontro uma galera massa, as Carlas, Tio Sapiranga, e outros que não vou lembrar, mas são também muito importantes, começamos bem, trecho de asfalto pra aquecer, e lá vamos nós, todo mundo brocando o tio, as Carlas não liberaram e ainda pede que Elsão registre o momento, quando chegamos no ponto de água, foi feito o brinde  e muita resenha, o “povo” pediu que fosse citado que a trilha fica melhor sem Cerqueira, hehehe não concordo hehehe, sentimos também a falta de Rei, e JP que não puderam comparecer devido a outros compromissos, mas como sempre trilha com mural, além de muita brocação também tem diversão , no fim saímos todos muito satisfeitos com mais uma trilha da Tiririca, que teve cachoeira, travessia de pântano e muita adrenalina. Josué Motta.

Vai Quem Quer, Volta Quem Pode



"O desafio "Vai quem quer, volta quem pode - 150km" foi simplesmente sensacional! Um momento de superação pessoal para cada um dos participantes! A trilha revelou lindas  paisagens e algumas surpresas como a represa e a lagoa de areia branca, que nos proporcionou um banho maravilhoso! Não houve sequer um único momento de desânimo, pois o espírito de companheirismo e perseverança da família MURAL estava presente o tempo todo! Parabéns a todos os guerreiros e até o próximo desafio! Bora MURAL!" Carla Dias.

Trilha Boca da Mata

Já havia girado pela região de Candeias com o Mural, inclusive quando fizemos uma trilha compartilhada com o pessoal do Do Barro Bike, mas a Trilha Boca da Mata, não tinha feito ainda. Um estímulo a mais, pois para mim era uma trilha nova.

Nossa lotação de bikes no carro foi completa: eu, Marcelo e Lucas. Um bom grupo se formou para a aventura: além do trio citado, Elson, Peu, Plech, Rogério Fernandes, Alex, Carla Dias, Kadjon, Odair e Beto... ... ... ah! Cerqueira chegou atrasado!
A chegada se deu em dois estágios: primeiro, Rei da Pamonha e, depois, Point do Açaí. Cerqueira chegou no limite do tempo, mas ainda nos alcançou antes do "partiu"! Cruzamos a BR-324 e pegamos estrada de barro, várias partes com bastante areia, algumas subidas para aquecer, fotos na lagoa e "pedal prá baixo" novamente.
Chegamos a uma região alta e descampada com um visual bem legal (área de torres de transmissão de energia).

5° DIA EXPEDIÇÃO TRANSMANTIQUEIRA: de Campos do Jordão (São Paulo) a Pilões (São Paulo)

Antes de descrever como foi o quinto dia, vou falar brevemente sobre minha experiência nesses oito dias. Eu me diverti muito, é verdade, mas minha conclusão é que ir para uma Expedição não é a mesma coisa que entrar em um parque de diversões ou percorrer uma simples trilha de Mountain Bike. O fato é que eu vivenciei momentos totalmente imprevisíveis e arrebatadores. Foi um período de grande aprendizado e uma experiência fantástica de superação dos limites físicos e psicológicos.
Uma coisa que me preocupava nos três meses que antecederam a data da viajem era o meu preparo físico, pois sabia que era um "marinheiro de primeira viajem" em Expedições e, antes desta aventura, jamais havia feito um pedal de nível cinco por mais de dois dias seguidos. Então iniciei uma intensa rotina de treino na academia com foco em força e resistência, além  das trilhas e pedaladas longas no asfalto. Esse treino me deu mais confiança e foi de extrema importância para conseguir pedalar durante horas e horas por estradas de terra, enfrentando subidas e descidas que pareciam intermináveis.

2° Dia - Desafio da Serra da Jiboia 10 - Ainda Falta a Volta

24 de Agosto, 6:30 da manhã, eis que o alarme Elson toca: “LEVANTA QUE O DESAFIO AINDA NÃO ESTÁ COMPLETO”. Após um bom descanso na Pousada Estalagem Serra da Jibóia todos acordaram e se prepararam para mais um dia de desafio, todos de bikes “limpas” e barriga cheia partiu. O pedal começou com pelo menos uns 30 minutos de subida pelo asfalto até o ponto de entrada para trilha, um belo esquente para todos, cada um no seu tempo.  Em seguida entramos num estradão e entre subidas e descidas chegamos no povoado de Pedra Branca onde paramos para tomar refrigerantes. No mesmo local se reuniam vários ciclistas de Castro Alves que reconheceram nosso grupo e começaram a falar sobre algumas trilhas da região. Tiramos algumas fotos em conjunto e partimos em direção as antenas. Continuamos nossa subida e de repente a corrente de Carla Guimarães quebrou e o joelho de Sabrina começou a doer, na verdade o power link tinha soltado e Sabrina colocou silver tape para segurar o joelho, nunca na vida tinha visto nenhum dos dois casos mas tudo bem. Rei, Welligton e Cerqueira nos aguardavam mais a frente na cachoeira do Malandra, onde paramos para nos refrescar com aquela água gelada. Mais alguns minutos de subida e chegamos nas antenas, um visual maravilhoso, só indo entender o que estou falando. Pela primeira vez no Mural uma mulher subiu até as antenas da Serra da Jibóia, melhor, três guerreiras.

4° DIA EXPEDIÇÃO TRANSMANTIQUEIRA: de Sapucaí-Mirim (Minas Gerais) a Campos do Jordão e Pico do Itapeva (São Paulo)

Em números de Muralistas, foi a maior e a integração entre nós foi admirável, fantástica! Neste quarto dia, saímos de Sapucaí-Mirim e pedalamos para a nobre e bela cidade de Campos do Jordão.
Como retrospectiva, iniciamos a Expedição três dias atrás de São José dos Campos (SP) com destino a São Francisco Xavier (SP), no dia seguinte chegamos em Monte Verde (MG), cidade que sentimos o belo “calor” de zero graus cº, em finalmente terminamos o dia anterior em Sapucaí-Mirim (MG)!
A noite em Sapucaí-Mirim, foi de uma gastronomia ímpar, com rodízios de sanduíches de pernil e saborosos beijuvis! Né Herrera!!!
Partimos logo cedo para Campos do Jordão, pra começar o dia de pedal um estradão até entrarmos em uma trilha fechada com bela vista da Serra da Mantiqueira e destaque especial para Pedra do Baú. Subidas inacabáveis com baixíssimas temperaturas... Em alguns momentos sentíamos calor nas subidas e frio nas descidas... enfim, expedição é assim, tudo acontece e no final com a fé em deus, tudo dá certo! Encontramos belas cachoeiras durante o percurso.

Trilha Cachoeira do Urubu 10 - O Bambuzal

Bom, aqui vai o meu relato do que foi a linda Trilha do Urubu 10 em Santo Amaro. Encontramos-nos bem cedinho no Rei da Pamonha para de lá seguirmos para Santo Amaro, quando o comboio de carros se juntou, cerca de 6 veículos, pegamos a BR, assim que chegamos em Santo Amaro fomos tomar um cafezinho e logo depois saímos direto para a pousada onde a reunião tinha sido marcada antes da aventura começar. Logo que chegamos em poucos minutos estava todo mundo pronto pra brocar na trilha kk.
Logo que saímos pegamos um estradão pra aquecer kk em seguida um pouco de lama e assim foi um pequeno trecho no começo, seguidos de uma queda com um dos colegas kkk o que é normal e serve de ingrediente para as piadas kkk. Bom por fim chegamos a uma parte mais fechada da trilha e que trilha!! logo de cara eu imaginei que só iria ter coisa boa pela frente...

Nova Muralista: Diana Cavalcante Miranda de Assis

Seja bem vinda a nova Muralista: Diana Cavalcante M. de Assis
Em breve atualizaremos a página "Muralistas" com a foto da mesma de uniforme padrão!