Vai Quem Quer, Volta Quem Pode



"O desafio "Vai quem quer, volta quem pode - 150km" foi simplesmente sensacional! Um momento de superação pessoal para cada um dos participantes! A trilha revelou lindas  paisagens e algumas surpresas como a represa e a lagoa de areia branca, que nos proporcionou um banho maravilhoso! Não houve sequer um único momento de desânimo, pois o espírito de companheirismo e perseverança da família MURAL estava presente o tempo todo! Parabéns a todos os guerreiros e até o próximo desafio! Bora MURAL!" Carla Dias.

"Minha primeira trilha de 3 dígitos encarnou bem o slogan do mural: A Emoção dos Desafios!  Só não tinha percebido que, também, seria a primeira trilha nível 5 e isso foi uma emoção a mais; porém, o que gostaria mesmo de destacar é o "reforço de união" que uma trilha assim traz para o grupo! Interessante como o número de voltas no pedal vai agregando bem querer a esta família mural! Até a próxima!" Fernando Benevides.

"Foram 150 km de muita garra, determinação e força. Você somente descobre que é forte, quando ser forte é sua única escolha. A Emoção dos Desafios estar aí: descobrir que você pode ir mais, superar seus limites, cansaço e fadiga. Isso é muito gratificante!!! Valeu cada esforço, cada suor derramado e o companheirismo sempre. Isso é Mural de Aventuras." Carla Guimarães.

"Essa aventura do "Vai quem quer e volta quem pode" simboliza bem o espírito aventureiro do Mural e seu slogan "A emoção dos desafios". O desafio começa na chamada, o nome por si só já assusta, depois a alta quilometragem, o nível 5 e por fim a pressão. Mas isso tudo só faz com que a gente saia de casa com "sangue nos olhos".
Vencer mais esse desafio e essa aventura foi muito gratificante. No final após extenuantes 151,6km, muita parte em trilhas, e 7h02min de pedal em ritmo forte, chegamos todos no ponto de largada para a foto merecida de finalização do desafio.
Parabéns a todos, Elson, as Carlas, Kadjon, Odi, Ito, Fernando e eu." Wagner Plech.

"Como decidir qual percurso seguir? Ao chegar numa encruzilhada, na verdade, num areal de desanimar qualquer um, encontramos uma barraquinha que foi nosso ponto de hidratação. Muita água de coco e até Fernando descansou em um balanço. Após conversar com seu João (dono da barzinho) escolhemos seguir pelo caminho mais longe e com mais ladeira rsrsrs. Coisa de louco né? mas foi desafiador e MIL GRAU!!!
A grande aventura foi marcada pelo empenho de cada Muralista em superar os seus limites. Sentimos que todos os presentes não arregaram a força em nenhum momento. Nos últimos 50 km sentimos muitas dores nas mãos e braços, porém, a velocidade média foi mantida mesmo com problemas na bike de Elson." Kadjon Layno.

"Foi como juntar todas as aventuras que já vive com o Mural em uma única trilha, com uma dose a mais de companheirismo, força de vontade e superação." Janilton Almeida (Ito).

"Vai quem quer, volta quem pode e participa quem tem sangue de Muralista na veia. Pedalar o dia inteiro sem ver as horas passarem, curtindo a paisagem, sem lembrar um segundo dos problemas do dia a dia, superando o cansaço físico e se divertindo muito com os amigos. Esse foi o prazer do desafio, porque de resto, Kkkkkkkkk Sofrência e chega de Mi mi mi. 150km o bicho pega. A fome aperta, o calor castiga, as pernas cansam e o resto, melhor nem falar. Os quilômetros vão passando devagar, a paisagem mudando, as resenhas distraindo e aos poucos vamos progredindo. Até que na reta final ainda faltam 30km, mas buscamos forças dobradas depois de ver Elsão brocando na bike com o cubo traseiro quebrado e mesmo assim puxando o bonde. Ao final, aleluia, abraços de amigos, companheiros, todos felizes e realizados por conseguirmos completar o desafio juntos. Realizado e ainda com novos recordes pessoais no Garmim não tem preço. BMMP!" Odilardo Filho (Odi).

"Além de superar os 150km, a minha maior alegria foi comprovar que não sou o único a ter motivação para fazer essas aventuras doidas. O “Vai Quem Quer Volta Quem Pode” foi desses desafios que pude sentir todo o espírito do Mural de Aventuras, onde diante das adversidades é que ficamos mais fortes, o problema na roda da minha bike foi uma prova disso. Quando pensei que poderia não sair na foto da chegada, decidi que iria fazer de tudo para chegar junto com o grupo. Bora Mural! Ano que vem tem mais Vai Quem Quer..." Elsão.


CLIQUE NAS IMAGENS PARA AMPLIAR












































































Um comentário:

Plech disse...

Essa trilha foi inesquecível. Que venha a próxima. Parabéns a todos!