1° Dia Ciclo Aventura Costa do Descobrimento: De Prado a Cumuruxatiba

Quando soube que o destino dessa galera no feriado de 21 de abril seria o Sul da Bahia, achei que seria uma ótima oportunidade de conhecer lugares novos, praias inexploradas e belas paisagens.
Inscrição feita, compra de material realizado, tudo pronto e chegado o dia, fomos eu e Alex para a Rodoviária de Salvador, encontrar parte da galera da aventura. Porque João Rider Ramos, estaria em Itamarajú e Luiz em Prado.
No momento que o motorista do busão encaixou a primeira marcha de arranque, Elson gritou uma das marcas registradas do Mural de Aventuras, o tradicional “PARTIU”®, e fomos nós com destino a Itamarajú, com escalas em Santo Antônio de Jesus, Itabuna e Eunápolis.
Chegando a Itamarajú, encontramos João Rider Ramos, que nos esperava desde às 05:30 da manhã, doido para botar a magrela para girar. Entramos em dois carros que nos levariam a Prado. Fomos: eu, João, Nino e Alex, no carro de Gileno do Cobalt, o homem que conheceu MUNDÃO DE DEUS, foi motorista de Daniel, o cantor, e tantas outras peripécias.
Em Prado nos encontramos com Luiz e Diana (sua esposa), além de Ronaldo, ciclista local do grupo Prado Bike que veio nos recepcionar e desejar boa sorte, ficou com a dívida pois não pedalou conosco!
Montadas as bikes, fomos para a primeira foto oficial da Ciclo Aventura, com um caminhão de “Mudanças e Cargas” ao fundo, para mim nada mais original.
Fizemos um city tour por Prado. Igreja matriz, Porto, Praia e chegando a Praça do Centro, surgiu o primeiro crédito de Coca-Cola a ser debitada na conta de Luiz. A válvula do pneu estava vazando. Reparo feito, seguimos em direção a primeira dica de Ronaldo, e tomamos destino a Praia da Paixão. Eu não achei nada adequado, 8 homens passarem uma tarde de Sábado de sol em uma praia com esse nome, mas como eu não conhecia, de qualquer jeito seria lucro.
O pedal foi por estradão, que tende a ser entediante, mas esse foi bastante diversificado, porque era cheio de curvas, ladeiras e mirantes em falésias.
Chegando na Praia da Paixão, resolvemos seguir até a Praia do Tororão, dali a 2 km, porque era tida como uma praia mais bonita e etc. Ao chegar na Praia do Tororão, encontramos barraca aberta (o que até ali era uma dúvida), com quiosque exclusivo Mural de Aventuras.
Mandamos ver no peixe frito, na cerveja, na água de coco e no banho de mar. Lá pelas tantas, alguém se deu conta que estávamos ali para pedalar e não só nos divertir na praia, e seguimos para o nosso destino final: Cumuruxatiba, ou Cumurú para os chegados.
Cumurú nos recepcionou com um banho de represa, que não tomamos, porque ainda íamos procurar uma pousada para passarmos a noite. A primeira pousada, a Boa Sorte, já achamos o custo/benefício muito interessante, mas fomos atrás de conhecer as outras oportunidades, para dali a algumas visitas, chegarmos à conclusão que o nome Boa Sorte não era obra do acaso. Assim voltamos a Pousada Boa Sorte, nos estalamos e fomos pro banho de piscina, pra cerveja e escutar o Odilardo Sound System, equipamento que não pode faltar em outras aventuras não é Odi!?!?!?
Após um banho, nos arrumamos e saímos pela vila de Cumurú a procura de algo para jantar. Encontramos uma pizzaria gourmet, onde catchup, mostarda e maionese eram palavrões a não serem pronunciados, mas a pizza era boa. Lá, chegamos à conclusão, que a melhor configuração para as aventuras do Mural, é o número de participantes ser múltiplo de 8, fica fácil de dividir a pizza.
Na nossa caminhada por Cumurú, várias pessoas nos perguntavam “que aventura era essa estampada na camisa”, comentavam que achavam legal e etc, mas também encontramos com um bêbado chato “Bode”, cheio de dicas furadas. Conhecemos um biker local, que se tornaria nosso companheiro no dia seguinte, o William, também conhecido como Cabelo. Grande Cabelo, gente fina!
No mais, muita coisa ainda ia rolar nos dias seguintes, recomendo a quem não foi, que vá na próxima, aposto que terá um “Monte” de surpresa, pois afinal de contas, você é Mural de Aventuras e não vai querer entrar no grupo do PERDEU CABRAL!!! Marcelo Rodrigues.
CLIQUE NAS IMAGENS PARA AMPLIAR





































































5 comentários:

João Paulo Ribeiro Junior disse...

Uhuhu showwww !!!

João Ramos disse...

Maravilhoso, sensacional, trilha, lugares pessoas, amigos do mural tudo perfeito. Marcelo excelente resenha, revivi cada momento. Élson o mago das fotos, excelência em registrar e eternizar cada momento. Companheiros de trilha Nino, Marcelo, Ito, Odi, Luiz e Alex, tudo nosso! Valeu Mural!

lucas rocha disse...

Guga foi escondido....rs

Alex disse...

Parabéns Marcelo pela resenha!
Retratou muito bem esse primeiro dia da nossa aventura!

Plech disse...

Show de fotos, valeu Marcelo!!!
Bora Mural