Novo Muralista: Handel Faustino

Bem-vindo ao novo Muralista: Handel Faustino.
Em breve atualizaremos a página "Muralistas" com a foto do mesmo de uniforme padrão!

CTM Paralela Movimentado Pós Jalapão

O CTM Paralela dessa semana foi movimentado pelas resenhas da Expedição Jalapão. A galera estava ansiosa para saber tudo o que rolou na aventura. Fizemos um treino cheiro de surpresas com boas subidas e descidas nas trilhas ao redor. Mesmo aqueles que estavam sem lanterna puderam participar com um pouco mais de adrenalina. Bora Mural!!! Partiu!!! 

Novo Muralista: Jirdel Araujo

Bem-vindo ao novo Muralista: Jirdel Araujo. 
Em breve atualizaremos a página "Muralistas" com a foto do mesmo de uniforme padrão!

Expedição Jalapão: Chegamos!!!

Após oito dias de muita aventura, chega ao fim com total sucesso nossa EXPEDIÇÃO JALAPÃO . Foram aproximadamente 500Km de pedal debaixo de um sol escaldante e estradas de areia. Muitas das vezes o objetivo do dia só era alcançado quando já era noite e ainda era necessário encontrar um local para montar acampamento para pernoitar. 
A dificuldade para alimentação, hidratação e as poucas horas de sono devido ao frio das madrugadas em redes, foram também desafios enfrentados para que pudéssemos contemplar a maravilhas de um lugar incrível do nosso Brasil.
Pedalamos, empurramos, remamos, andamos, subimos, descemos, mergulhamos, conhecemos pessoas dispostas a ajudar, tudo em excesso e com muito entusiasmo como já é a marca registrada do Mural de Aventuras. 
Fizemos história no Jalapão. A partir de então, por onde outros aventureiros passarem nesta região, encontrarão os nossos adesivos e escutarão relatos dos 7 baianos guerreiros, vestidos de verde que subiram pela primeira vez a Serra do Espírito Santo com as bikes nas costas e pedalaram lá no alto! Brocamos!!! Parabéns aos expedicionários Alexandre Faria, Elson Siquara, Esron Carvalho (Nino), Kadjon Layno, Odilardo Filho, Reinaldo Cezimbra e Wagner Plech!
Em nossa chegada, tivemos uma grata surpresa. Uma calorosa recepção dos familiares que aguardavam do aeroporto com placas e cartazes de boas vindas. Foi muito emocionante!
Aguardem as postagens com as resenhas, fotos e vídeos sobre cada dia da aventura.
O Jalapão é bruto, o Mural mais ainda! Bora Mural!!!
CLIQUE NAS IMAGENS PARA AMPLIAR













Trilha da Tiririca com Lagoa Azul

Demorei em decidir ir a essa trilha, por conta das atribuições gerais no decorrer da semana, mas se tratando de uma trilha perto, rápida e do Mural, PARTIUUU!
Amigos (as) do Mural de Aventuras, o que coloco acima é exatamente a vontade de pedalar sempre, com percursos novos e muitos atrativos, essa  é a trilha!
Esta resenha estava definitivamente escolhida para o nosso amigo Kadjon, chegou tarde, atrasou, sem sapatilha..., mas logo no início ele precisou retornar a Salvador, como eu no percurso tive a infelicidade de furar um pneu, fui contemplado a escrever essa resenha além de pagar as cocas e cervas!
Foi uma trilha surpreendente, éramos 7 (sete), como tinha chovido muito, decidiu-se abortar a ida na famosa travessia do buraco do esparro, mas nem por isso deixou de ser uma aventura, pois muralista não foge às origens e pedala na areia fofa, no mangue, na lama, estamos sempre dispostos a vencer qualquer desafio, e sempre com emoção!
O acesso à lagoa estava lama pura, o piso pesado, não adiantava muito escolher os caminhos pois todos levavam à lama! Ao chegarmos na lagoa, Odilardo me salvou na mecânica da bike, consertando a passagem das marchas das coroas, pois estavam travadas e com um ajuste pude pedal melhor.
O banho foi uma parte desta aventura espetacular, mesmo a água um pouco mais gelada do que o normal, nosso amigo muralista Beto, foi resistente e não foi à agua, perdeu um belo banho.
Em seguida fomos ao buteco, que sempre com nossa disposição consumimos cervas e tira-gosto de carne do sol com tomates, a proprietária com muita eficiência nos servia muito bem, pois éramos no momento os grandes consumidores, pagamos a conta e partimos para outra etapa da trilha.

Novo Muralista: Tiago Santana Felix dos Santos

Bem-vindo ao novo Muralista: Tiago Santana Felix dos Santos (Tico). 
Em breve atualizaremos a página "Muralistas" com a foto do mesmo de uniforme padrão!

Louise está Chegando!!!

Grande Casal do Mural de Aventuras: Luiz e Diana! 
A família está crescendo, que Louise venha com saúde e traga muitas felicidades aos pais!
Bora Mural!

Um CTM Paralela Especial

Eu que adoro surpresas, ontem fui surpreendido ao encontrar muita gente em uma noite chuvosa de CTM. Eles não estavam ali apenas para pedalar, mas para também comemorar os aniversariantes da semana Lucas e eu. Foi muito bom receber o carinho de cada um e como não podia ser diferente, fizemos o pedal um pouco mais rápido e partimos para comermos pizza. Claro que Lucas e eu pegamos a cerva!!! Rsrsrs. Parabéns Lucas também pelo seu aniversário e muito obrigado a todos, fiquei muito feliz com a presença de vocês. Bora Mural! Um grande abraço. Elson.
CLIQUE NAS IMAGENS PARA AMPLIAR







3° Dia Ciclo Aventura Chapada Diamantina - Rio de Contas

O dia em que o nível 4 virou 5!
Conforme decidido no dia anterior, às 7 horas do dia 07/06/15 todos estavam de pé e prontos para o café da manhã. Ops! Nem todos estavam arrumados, Serjão desistiu de ir, pois sentia muitas dores da queda do primeiro dia e não teria condições de acompanhar o grupo, além disso, cedeu sua bicicleta para nosso guia Osmar, pois até o momento não tinha encontrado a gancheira de sua bike que tinha quebrado no segundo dia. Wellington também nos acompanhou nesse dia. Todos bem alimentados, partimos às 7:50 horas para o 3º e ultimo dia de pedal. Osmar nos passou o roteiro indicado por Serjão, que seria semelhante ao percurso do 5º dia do Brasil Ride de 2014, o tempo estava fechado e não conseguíamos nem ver a igrejinha nesse dia, a temperatura estava por volta dos 14°C.
Iniciamos o pedal em direção a barragem, eu e Sabrina não começamos bem o dia e ficamos para trás logo no início. Ao atravessar a barragem, a neblina estava tão forte que nem conseguíamos ver nossos companheiros, abaixei a cabeça e segui em frente incentivando Sabrina que queria desistir, mas um pouco mais a frente ela acabou desistindo. Como ainda estávamos perto de casa ela voltou e seguimos em frente em direção a Brumadinho, numa longa e dura subida encarando o frio, que chegou a 13°C, e o terreno irregular em cascalho, pedras e areia fofa. O paisagismo ao redor era muito bonito que até parecia ter sido projetado, acho que estou confundindo, na realidade somos nós que imitamos a natureza, Kadjon se eu estiver errado, por favor, me corrija. Finalmente chegamos ao topo a 1.600 m de altitude. Lá Osmar nos falou que o tempo todo estávamos margeando o famoso Pico das Almas, invisível entre as nuvens. Fizemos uma breve parada para hidratação e Guga pediu para falar e agradecer a todos pelo pedal e nos presenteou com uma lembrança de Rio de Contas, um chaveiro de bike. Depois de subirmos durante quase toda a manhã estávamos na expectativa de descidas em alta, mas para nossa tristeza a descida até o povoado de Paramirim das Crioulas ao invés de alguns minutos teve a duração de quase 2 horas, diria que 90% do percurso empurramos ou carregamos as bikes, pois o terreno rochoso era muito irregular e arriscado e/ou impossível para pedalar (bem similar ao Vietnã segundo Osmar). Numa das tentativas de pedalar cai sobre uma rocha e por pouco não machuquei a coluna. Também tivemos duas Cocas durante a descida, uma de Osmar (transferida para Serjão, pois o pneu não tinha uma gota de liquido) e a outra de Wellington, ambas por furar o pneu.