Trilha em Imbassaí - Lama, Chuva e Muita Vibração!

Dois Novos Muralistas seguem rumo à sua primeira aventura com a equipe mais desafiadoras do mundo Bike: Handel e eu - Destino: Trilha Imbassaí, ao chegar no ponto de encontro apenas o coordenador Elson com o colega, e ai bateu logo a preocupação, só serão nos 4 pra esse desafio?!, mas com poucos minutos foram chegando os demais.
Paramos e fomos apresentados a todos por Elson, em seguida, pé na estrada. Com pouco míseros quilômetros, percebemos o companheirismo dessa equipe de aventuras em seguir a cadência de maneira uniforme. O verde da roupa acaba causando uma beleza a mais na mata adentro!
À frente temos uma grande e maravilhosa recompensa; subimos algumas ladeiras tão íngremes que olhar para frente era desafiar o ego da gravidade...depois chuva, muita chuva presenteada com shows espetaculares de lama, que ao tocar os pneus da bike nos honrava com batismos a moda trilheira, única e verdadeira.
Nos surpreende ao ver a Muralista Anas subir uma das ladeiras serranas mais desafiadoras do dia - chega ao topo afirmando com Bravura:  "eu chego morta, mas não desisto nunca." Com essas palavras; Anas energiza, mais ainda, a equipe de aventuras a enfrentar tudo que vem pela frente; chuva, muita lama, subidas e descidas escorregadias, pontos de terrenos técnicos de fazer inveja a qualquer comedor de pipoca, que passa o dia vendo uma série no Netflix.
O Muralista, Thor (O Deus do facão) testa o companheirismo da equipe, e o que já era de esperar a união de todos em apoia-lo quando a forte trilha - faz com que a corrente de sua nobre bike se rompe.
Paisagens de encher os olhos nutrindo de beleza, a forte chuva só causava um efeito mais espetacular. Estava gritando e vibrando o que fazia ecoar pela natureza e causar mais adrenalina no dia turbinando de efeitos.
Paramos na beira do Rio fizemos um rápido piquenique a moda familiar, meio banho e uma rápida lubrificação para aliviar as tensões do efeito lama das correntes, e #PARTIU com esperanças de mais aventuras, onde somente a pura natureza do dia testemunhava. PutZ!
Quando saímos, das regiões mais técnicas, entramos no largo corredor do estradão. Mas felizes, por que não estávamos querendo trégua para o dia que vinha abrindo cortinas surreais; para atender os desejos dos Bikers. A estrada coberta de eucaliptos como uma perfeita obra de arte, com maiores lamaçais e buracos já visto. Realmente o pedal não tinha terminado.
Entramos nas regiões da Sapiranga, ali todos mostram, na linda e bem desenhada trilha, que é possível fazermos manobras em velocidades que ajudam a secar o uniforme desenhado com muita lama. Descidas com vista beirando o Rio, já estava bom? Que Nada! Ao saímos, da região sapiranga, somos acolhidos em um restaurante caseiro, como filhos pródigos, para saborear uma deliciosas moquecas de cavala, cação e arraia, sem falar do maravilhoso suco de cupuacivis, esse eu indico!
Descanso após o almoço? Que é isso amigo, aqui é o Mural de Aventuras!! Trégua só quando chegar em casa!
Por fim, finalizamos o belíssimo dia no Mirante de Imbassaí - que expressões verbais não ajudam muito - o efeito está nos olhos de cada um! PutZ. Bora Mural - Vibração, Boraaaa! Jirdel.
CLIQUE NAS IMAGENS PARA AMPLIAR



















































































































































7 comentários:

Arthur Albuquerque disse...

Trilha Top. Fotos mais show ainda!!!!

Beto Limoeiro disse...

Inesquecível, cada trilha uma história diferente!!!!! Valeu galera, valeu Jirdel.

Fernando Tadeu Falcão Benevides disse...

Valeu, Jirdel! Resenhista e retratista! Trilha massa! Bora Muraaaaaalll!!!

Zé bezerra disse...

Jirdel me surpreendeu além da conta! Resenha top. Parabéns pelas 98 linhas que deu a oportunidade a quem não foi de sentir um pouco de toda a emoção! Fotos massa, elas falam por si! Parabéns a todos e em especial à dupla Serjão e Kichute!

Marlon Thor disse...

Realmente, mais uma aventura inesquecível!
Sei que para a maioria dos muralistas não foi uma trilha tão desafiadora assim, mas confesso que acompanhar o ritmo do mural pra mim virou uma meta (sem falar em juramento). obrigado pela paciência da turma que não me deixou na mata.. Embora eu estivesse preparado pra isso..kkk Elsão nosso "vereador" captou os momentos na quality de sempre! Jirdel considerou!
Tem trilha? Então vá como puder que sempre valerá a pena! Valeu família mural !!

Jirdel disse...

Amigos Muralistas, há algum tempo vinha querendo fazer parte da equipe do Mural mas por falta de oportunidades, e comodismo também, em não querer sair da região da Chapada; acreditava, até então, que os grupos existentes não iriam oferecer algo parecido. O que cai por terra!

Houve um forte incentivo do nosso grande amigo Zé Bezerra, em fazer acreditar que não iria ser um arrependimento, se eu entrasse para a equipe. Ele mesmo sabe o quanto demorei, para quebrar esse paradigma.

Foi um sucesso a trilha de ImbassaÍ, claro que o tempo ajudou a turbinar mais ainda o dia, foi mais do que o esperado nas expectativas criadas. Por isso a minha vibração! Pois não acreditava que fosse possível ter um grupo tão disciplinado trilhando em solo parecidíssimo com a da Chapada! Palmas para o mural - ter esse empenho de buscar locais tão desafiadores.

A equipe Biker, a organização para as coisas darem certo, a união, e a liderança do coordenador Elsão - com sua nobre humildade - foram incríveis. E ter uma boa dianteira com o Coordenador muitas vezes custa alcançar.. e o cara tinha acabado de chegar do Jalapao...rsrsrs

Espero seguir à risca o calendário Mural, vale a pena e muito está na companhia de pessoas tão bacana e com espírito aventureiro como a de vcs.

Quero apenas deixar registrado, que o texto foi elaborado por mim e Handel - que ajudou muito a turbinar o efeito adrenalina nas palavras ditas!

Grande abraço a todos!

Zé bezerra disse...

Quer um Desafio Jordel?! Faça mais do que eu! Vá à TODAS DO CALENDÁRIO! No mesmo Ano!