Trilha em Sapiranga - O Nível 3 em Alta

Olá galera, estava agendado no calendário do Mural, na minha opinião, uma das trilhas mais legal da região, a trilha de Sapiranga. Uma trilha que possui diversos roteiros interessantes, sem falar no visual da mata e do rio. Não é a mais técnica, mas é muito massa.

Bem, essa é uma trilha nível 3 e muito legal e por isso normalmente costuma reunir muitos Muralistas, ainda mais porque Elsão sugeriu ao grupo que tinha acabado de fazer a Ciclo Aventura Costa do Dendê, almoçarmos uma moqueca como confraternização no restaurante no meio da trilha.
Bem, fazer trilha com bastante Muralistas é sempre muito legal porque rende muitas risadas e resenhas. Mas nessa só compareceram seis, todos “brocadores”, a trilha que era nível 3 prometia ser rápida, então PARTIUUU!
Fizemos a trilha conforme nível divulgado, mas em alta! Iniciamos como de costume em torno do castelo e em seguida para o outro lado da reserva. O dia estava bonito e o terreno ajudava na brocação entramos no trecho de areia fofa e numa curva perdi a tangência e tombei na parede de areia caindo em cima do braço esquerdo, os quem vinham atrás gritaram logo “parouuuu”. De pronto, gritei: NADA, partiuu, não pára não. Montei na bike e continuamos a       brocação.
Elsão estava inspirado e descíamos com ele na frente gritando Bora Murallll. Fizemos uns 3 perdidões com uns single track beirando o rio muito massa. Mas ao longo da trilha percebi que algo aconteceu com meu ombro, sentia falta de firmeza no meu braço da queda. Numa parada, comentei com o nosso fisioterapeuta do mural Giulyano me fez umas massagens e exercícios para tentar arrumar meu ombro que parecia ter sofrido uma entorse. As massagens foi motivo de muita resenha e fotos. kkkk Mas valeu Giu as dores aliviaram e consegui concluir a trilha.
Na verdade, fui assediado a todo o momento pra pedir pra desistir da trilha por causa do meu ombro, talvez porque uns estavam querendo antecipar a moqueca e a cerveja, ou queriam me ver pedindo o arregão (isso jamais, rsrs), ou estavam mortinhos e não queriam assumir. kkkkk
Quando falavam em resumir a trilha olhavam todos pra mim, cambada de sacanas queriam me escaldar depois. kkkkk. Mas fui guerreiro e fiz a trilha e mais 3 perdidões extras mesmo com a luxação no ombro.
Bem galera, valeu pelo pedal e pela companhia de vocês. Ahhh não posso deixar de falar na moqueca e a cerveja estupidamente gelada. Almoçamos e rimos muito com o dono do restaurante que é extremamente bem humorado.
Bem galera, vou ficar de molho um pouco pra cuidar do ombro, mas não me arrependo. Quem não foi perdeu foi uma trilha massa. Costa do Dendê, vocês perderam a moqueca. kkkkk
Valeu Gyu, Elson, Guga, Rei e Lucas. Bora Mural! Plech.
CLIQUE NAS FOTOS PARA AMPLIAR


































Um comentário:

Giulyano disse...

Plech guerreiro, n desiste nunca. Trilha massa, mas como os caras andaram muito chegamos antes do restaurante abrir. Muito legal, com certeza o melhor do single track da Bahia está aí, e mesmo já tendo feito várias vezes sempre tem coisa nova. Brocamos, BMMP!!!!