Trilha Boca da Mata (ou seria do Elsão?)

Vou começar a resenha apadrinhando como a Trilha da Boca de Elson, nosso honrado coordenador. O que seria de nós sem ele? Coincidentemente estou tendo o privilégio de escrever pela segunda vez uma resenha que teve perrengue dele. Não é comum.
Três anos como Muralista e não havia feito essa trilha ainda. Que mole meu!
Começamos a pedalar com o sol brilhando forte, a sensação era de um sol para cada. Sabia que não seria um dia fácil. O ritmo já começou forte. Todo mundo querendo subir e descer mais rápido que outro, até que nosso querido Fernando levou um capote (não é novidade). Mesmo depois de ter caído e ficar sentindo dores, numa nova descida tentou passar entre eu e Carla Guimarães, mas logo com quem? Não deu outra. Quando ele falou: vou passar. Ela: fecha, fecha. Não passou! Ahahaha
Fui surpreendida pela beleza natural dessa região (Candeias), muito linda. Temos um diferencial nesta trilha, que é a travessia de barco, tem que ser de dois em dois para não afundar, mas antes da gente chegar à lagoa, ao entrar num single track, Elson foi surpreendido por 3 fios de arame farpado enrolados. Ele entrou rápido, não deu tempo de frear e acabou cortando os lábios e nariz. Só vimos o barulho e ele no chão. Nada grave, primeiros socorros feitos por nossos dentistas Guga e Carla, fotos e vídeos registrados, partiu!
A travessia do barco teve emoção quando foi a vez de Carla, Guga, Beto e Cerqueira. Ela ficou com medinho. Paramos num bar e nos deliciamos com tubaína, água de coco e algumas cervejas. O mais engraçado foi Giulyano tirar uma cerveja gelada da mochila, antes de subir uma ladeira imensa... Pense numa alegria da galera. Caiu como uma garrafa de água no deserto. Faça isso mais vezes.

A trilha foi curta e rápida, mas do jeito que nós gostamos. Cheia de subidas e descidas, total de 37km com 630m de altimetria. No final paramos para deliciar um maravilhoso açaí. Valeu, galera! Bora Mural. Bina.
CLIQUE NAS IMAGENS PARA AMPLIAR


























































































































3 comentários:

Phillipe Mafra disse...

Parabéns pela resenha bina! Hoje estou em casa deitado no sofá e vendo estas fotos me bateu uma vontade imensa de pedalar com todos novamente. Bora muralll!

Guga Freitas disse...

Foi bem divertida essa trilha. Show

Antonio Cerqueira disse...

Resenha gostosa de se ler. Adorei ! Elsão não quis fazer a resenha, mas seu grande momento "estilingue" não foi esquecido por Bina...rs E o mimimi do balanço da canoa ? kkk Bora MMP !