Trilha da Tiririca - Buraco do Esparro e o Tico Van Damme

Começamos nossa aventura como de costume, com uma pequena descrição do trajeto por nosso Coordenador e GPS ambulante Elsão, que nos falou apenas das partes boas da trilha, partiu...
Obs: 100% de presença masculina, por quê?
Saímos do Posto Kona, e após alguns poucos quilômetros iniciamos realmente o percurso off Road, então, tivemos o primeiro perdido, patrocinado pelo nosso aventureiro de plantão Tico Van Damme, diante de um colchete na cerca, apertadíssimo, que não abria de forma alguma, ele se dispôs a dar a volta para ver se havia alguma alternativa, como não encontrou nenhuma, entramos em um cercado fechado que só tinha 50mt de comprimento... a primeira resenha da trilha... era só dar uma volta de 20mt e estaríamos livres desse obstáculo... Obrigado Tico Van Dame pelo presente...
Essa é minha segunda trilha como Muralista e apesar de todo esforço para acompanhar o ritmo da galera veterana, nunca dei tantas risadas em um pedal, e se não me falha a memória, muitos lotes de terra foram adquiridos nesse percurso, até pelos mais experientes, não queria tocar no assunto por conta da hierarquia do grupo, mas o nosso coordenador e GPS ambulante se aventurou em uma íngreme rampa de barro com uns 2mts de altura e uma angulação de uns 120°, e “Pimba!!!” risadaria solta... se esborrachou no paredão com sua bike... dizem as más línguas que parecia uma sapo atropelado... kkk, e ainda por cima danificou o freio da bike, coitadinha dela.... a Bike.
Toda a galera estava ansiosa por chegar ao Buraco do Esparro, só entendi por que tanta ansiedade quando me deparei com o trajeto que nos levaria a esse ponto incógnito nas nossas mentes... Eu e Tico Van Damme fomos chamados a frente, os novatos na trilha, e nos apresentaram o caminho em direção a um alagadiço imenso, fomos convidados a sermos os primeiros... Fui na frente e descobri da pior maneira por que se chamava Buraco do Esparro, na primeira pisada no alagadiço minha perna afundou até a cintura, ainda bem que estava agarrado a minha Bike, levei uns cinco minutos lutando para atravessar... depois foi a vez de Tico Van Damme, que recebeu esse codinome exatamente nesse ponto da história, arremessou sua bike do outro lado do córrego e de repente, quando tentou pular, acabou escalando a vala, foi melhor que muito Stand’up que já assisti, depois vieram os outros mergulhos, assista ao vídeo, recomendo... Imediatamente depois, outra escalada com a bike em um paredão de barro, só aventura...
A partir daí descobri que nossas Bikes entram em qualquer caminho que esteja a nossa frente, em certo momento olhei e não vi nenhum trajeto marcado, mas estávamos la´... em outro momento achei que precisaríamos de um Gibão de couro, o mesmo que os vaqueiros vestem para vencer os garranchos na caatinga, no nosso caso a tiririca, para atravessar a trilha dentro da mata. Foi então que fizemos um Single Treck espetacular, Elsão sem freio traseiro, como pode? Mais a frente paramos para tomar um banho, tirar o barro e repor as energias, parada rápida.
Continuamos, e como tudo que desce sobe no mínimo proporcionalmente, tome subida, o curioso é que as subidas são sempre maiores que as decidas, depois mais downhill, single track, estradão, e finalmente paramos em um bar, esses lugares sempre aparecem quando a água e a coragem acabam, conversamos, tomamos uns refrigerantes, já que tínhamos poucas opções, e fomos em direção ao final da aventura.
Confesso que não consigo entender por que sempre no final, quando estou cansado o ritmo da pedalada aumenta, descemos alguns quilômetros, agrupamos e fui convidado juntamente com Tico Van Damme (os novatos) a puxar o grupo até o final da trilha, achamos estranho, mas fomos... de repente depois de uns 500 mts, eis que surge a pior subida do percurso, quase enfartei mas cheguei lá, Tico também... Isso que é trilha de verdade... Bora Mural!!!! Willyam Rocha.
VEJA O VÍDEO ABAIXO. AUMENTE O SOM.
CLIQUE NAS IMAGENS PARA AMPLIAR


































































4 comentários:

odair disse...

Parabéns Willyam pela resenha, tico Van Damme... figura
BORA MURAL

Maurão disse...

Este buraco esta ficando cada vez mais fundo. Daqui a pouco vai ter que usar colete salva vidas para atyravessar

Plech disse...

Essa edição foi marcada pelos lançamentos inusitados das bikes. Acho que pelo menos umas duas teve que ir pra o desempeno. kkkkk
Odi qualquer hora dessas você ainda vai perder a ponta da língua.
kkkkkkk

João Paulo Ribeiro Junior disse...

Ahahahah willyan que resenha massa !!/Tico vandamme, e o arremesso da bike de Phillipe .... Kkkk trilha show