Trilha Abranpower - O Ataque das Motos

Olá ! Me chamo Alexandre, estou com o grupo do Mural a 03 meses. Praticamente aprendendo a pedalar com vcs, já que a muito tempo não pedalava de verdade. Há alguns anos, observava uma "galera" de bike andando pelo Canteiro Central da Paralela me chamava a atenção e despertava a curiosidade. Conheço agora a maioria da galera, tô gostando, apenas lamento não ter tanta disponibilidade nos finais de semana, já que tenho outras prioridades, mas sempre que possível vou sempre colar nas aventuras.
A Abranpower nível 04 do Mural, foi minha terceira trilha, fiz também a do Padre e a do Caboto.
Partimos empolgados "como sempre " rs. Muitas subidas , trechos técnicos, ritmo forte, quase nenhuma quebra até meu amigo PDF (Pai de Família) ter sua corrente quebrada. O mesmo estava despreparado, mas foi socorrido por um parceiro que deu o devido apoio.
Apesar de acostumados aos treinos, percebi um cansaço na maioria, paramos numa barraca, aonde consumimos alguns bons litros de suco feito com água "duvidosa" mas que na hora desceu muito bem . A parte "punk" foi que de repente percebemos que estávamos em meio a uma corrida de motos de trilha, o clima ficou tenso, MIMIMI segundo a mesma, "viu a morte de perto", mas exageros a parte, Elson tranquilizou a galera , e saímos de mais dessa .
Finalizamos os 50 KM em 4:30 horas de pedal. Bora Mural !! Alexandre.
CLIQUE NAS IMAGENS PARA AMPLIAR


























































































































4 comentários:

Rogério Fernandes disse...

Valeu Alexandre pela superação, esse é o espírito do Mural! Trilha espetacular e as fotos mais espetaculares ainda! Parabéns a todos!

Elson disse...

Alexandre, em pouco tempo vc já fez boa aventuras! Parabéns pela resenha.

Rogério, vc brocou na condução da trilha, o trajeto foi perfeito, muito bom mesmo!

Abranpower entra para o Calendário 2017 do Mural.

Container Do Ciclista disse...

Estarei lá !!!

Rogério Fernandes disse...

Faltou só ele falar da "ladeira do quiabo". Até hoje me divirto quando lembro das quedas!!!
Na próxima vamos ver se conseguimos mudar um pouco o trajeto e fazer a matinha completa e o "lado B" da cascalheira, temos boas surpresas por lá!