4º Dia - Ciclo Aventura Chapada Diamantina (De Capão a Lençóis) (Texto: Antonio Cerqueira - Cerca)

4º e último dia de trilhas nessa espetacular aventura. Dia de retornar ao ponto de origem, a cidade de Lençóis e assim completar a volta na Chapada Diamantina, passando pelos seus principais municípios e atrativos.
Na véspera após o perrengue com a falta de água na Pousada Nós na Trilha no Vale do Capão (isso mesmo...rs), os primeiros até conseguiram tomar seus banhos, mas Elson, Leonov, Kichute, Neylor e eu ficamos sem água!  Mas o problema foi contornado. Fomos levados pela dona da pousada para um albergue com vestiário novinho com 04 chuveirões e então ficamos limpinhos e felizes rsrs.
No jantar alguns optaram pelos carboidratos/ Pizza (Carla, Mara, Guga, Elson e eu) enquanto os demais (Kichute, Leonov e Alexandre) ficaram na proteína (filet). Elsão ficou meio zangado, pois optou pela pizza, mas queria mesmo o filet kkk. Acabou completando a fome com um hot-dog. O Mineiro já estava jantado, pois foi sujinho mesmo antes de chegar na pousada. Carla que estava com dores na coluna e ombro (de tanto carregar bike na subida dos Aleixos e Trilhas do Pati) conseguiu tomar uma bela massagem relaxante de 1 hora na Vila do Capão.
29/12 – Saímos da Pousada com destino a Lençóis. Guga nos deixou nesse dia e foi ao encontro de suas amadas, mulher e filha que estavam em Mucugê. Já estávamos maravilhados com a aventura, as lindas paisagens, os singletracks, os rockgardens naturais, o refrescante banho do Roncador, a desafiante subida de Igatu com delicioso almoço na praça com sombra, os encantos de Mucugê, a dolorosa subida dos Aleixos, o esplendor do Vale do Pati e a brocação de sempre, é claro! Mas Elsão prometeu que ainda teríamos muitas emoções, um dia com trilhas mais “fluidas” e não deu outra! Fizemos um pequeno Citytour na Vila do Capão, fotos em frente a Igreja, batepapo com a atleta local (Nito) e partiu ! Subimos o estradão da saída da cidade e logo entramos numa trilha à direita, com passagem por pequenos riachos em área de reserva legal denominada de “Sitio Buqueirão”. Daí foram aparecendo os vales com seus lindos morros, cada um com seu nome de batismo. A trilha seguia em singletrack, ora em chão de pedra, ora em terra batida/ areia. Guga e Elson já tinham “comprado” belos terrenos nos dia anteriores. Chegou a vez de Kichute com um lindo capote que machucou seu joelhinho. 
Chegamos então na cachoeira Águas Claras onde pudemos nos refrescar, fazer o 1º lanche do dia e sessão de fotos. A passagem pelo Morrão tb muito show, visual incrível! Seguimos em fila indiana nos singletracks. Eu na onda da brocação atrás de Elson acabei tb indo ao chão!! 3 dias sem quedas, mas no último não teve jeito. Queda braba! Bati coxa, bacia e costela nas pedras ! Dor da pohaa!! Fiquei sem ar! A galera que foi chegando atrás foi parando pra ajudar. Tirei o capacete e fui retomando a respiração. Kichute disse que viu uma das minhas pernas levantada e tremendo kkk (rindo agora, mas na hora foi f...!)  Dr. Alexandre fez um exame visual e autorizou eu seguir rsrs. Rolaram mais umas quedas da galera, Carla 2x, Leonov 4x, mas tudo de boa, graças a Deus. Chapada é Chapada! Fui me recuperando, sangue quente e a brocação voltou! Trilhamos por um extenso caminho de pedras maciças, margeando os morros. Coisa linda de se ver e de pedalar. Ótimos trechos técnicos. Subimos muito até a passagem por uma fenda no morro já próximo a Lençóis. Mais desafios sobre rockgardens, estradão subindo e aí papá, um longa descida em estradão de terra, brocação em alta, até a chegada na área urbana de Lençóis. Fomos direto para o Bar/ Restaurante Grisante e comemoramos o sucesso de mais essa grande CICLOAVENTURA ! Bora Mural !!! Antonio Cerqueira.
CLIQUE NAS IMAGENS PARA AMPLIAR

























































































































































Nenhum comentário: