Trilha 7 Maravilhas - Cubo Quebrado, Moto Salvadora e o Anjo Bonão

Pra começar sempre tive vontade de fazer essa trilha pois os comentários que ouvi sempre foram instigantes mas nunca casava uma data com minha disponibilidade. Logo que vi que eu poderia fazer fiz a inscrição e já solicitei vaga no Mural Movel que no dia da trilha bateu lá em casa e partimos para trilha eu Elson e Bezerra com categoria assistindo altos clipes das trilhas do Mural e muito rock, melhor que Uber kkkk.
Chegamos na estrada de acesso ao local onde deixaríamos os carros e lá estavam Fernando e Marcelo nos aguardando, seguimos pela estrada e ao chegar no local fomos impedidos de deixar o carro no estacionamento que sempre foi utilizado pelo Mural mas logo achamos outro lugar junto ao posto da Policia Militar.
Após todos chegarem e estarmos preparados iniciou a aventura por uma estrada de terra até pegarmos uma estradinha ao lado de uma plantação de eucaliptos e descemos um single com muita areia branca solta que exigiu muita habilidade dos pilotos. Elson desceu para tirar as fotos e eu e Nino seguimos Fernando até uma descida que dava num riacho com uma ponte quebrada que formava um cenário muito bonito para tirarmos fotos. Num determinado momento achamos que havia acontecido alguma coisa com o quem havia ficado para trás pois Elson não chegava, resolvemos subir e Fernando decidiu voltar para ver o que ocorrera, dois minutos depois dele partir chegam pelo lado oposto procurando por nós Elson, Marcelo, Marão e Bezerra que haviam passado batidos sem nos ver no riacho. Quando Fernando retornou e seguimos com mais singles e estradão e descemos a famosa ladeira do Nino onde todo cuidado é pouco, paramos em rio muito bonito de agua transparente. Neste momento Bezerra aproveita dar uma ajustada em seu freio que estava com problemas e logo partimos por uma subida bem íngreme de cascalho seguimos até a entrada de outro single subindo e mais um descendo que era de grama bem irregular e muito erodido onde ao final demos uma parada para lanchar. Seguimos até o próximo ponto passamos por vários tipos de terrenos descidas sensacionais matos e "surpresas desafiadoras" quase chegando "no trabalho" para hidratação. Aproveitamos para regular o freio dianteiro de Bezarra que já não existia mais e fazia ele ir muito lento nas descidas e seguimos por uma paisagem de fazendas quase sulistas até o single que nos levaria a Itanagra.
Ao chegar em Itanagra tiramos fotos nas ruínas da Igreja de São Francisco de Assis e fomos direto para o restaurante de onde fomos agraciados com um saboroso e nutritivo almoço caseiro para repor as energias. Descansados prosseguimos por subidas e descidas, alias a primeira subida é pra acordar mesmo, atravessamos uma fazenda e seguimos por um single até chegarmos em uma parte de areia fofa antes de um rio, onde Marão percebeu um estalo em sua roda traseira. Tomamos banho no rio enquanto Marão verificava o prejuízo, cubo quebrado, roda dançando e sem condições de continuar solicitamos a um motoqueiro que passava para leva-lo ate o carro, fim de trilha para ele. Prosseguimos por uma mata tipo Sapiranga até uma plantação imensa de eucaliptos com muitas subidas e descidas até atravessarmos outra fazenda e pegarmos o estradão final onde fizemos mais uma hidratação e uma descida alucinante até o asfalto.
Já no asfalto passou por nós Alexandre "Bonão" gritando "Bora Mural" e dizendo que iria buscar àgua, dez minutos depois, quase chegando a entrada da estrada que leva ao local onde os caros estavam estacionados, chega nosso anjo Bonão com duas sacolas de água e coca-cola para nós, grade presente e demonstração de carinho para conosco, obrigado Bonão! Fim de trilha volta pra casa Mural Movel com altos sons bebendo coca-cola do Bonão.
Essa é uma trilha top que todo Muralista tem de fazer, já estou olhando no calendário pra saber quando é a próxima. Bora Mura! André Foltz.
CLIQUE NAS IMAGENS PARA AMPLIAR












































































































Nenhum comentário: