2ª Volta dos Três Faróis

Olá pessoal,
A notícia da “volta dos três faróis” no site do Mural me fez lembrar, também, que há mais de três meses não pedalava. Fiquei preocupado porque não sabia se teria condições de completar o percurso de 70 km. Tentei, por isso – só tentei –, fazer alguns treinos, que não passaram de raras incursões de poucos quilômetros pela Barra que, nem de longe lembrava o pedal que estava por vir. Mas o importante é participar.....
No dia da volta acordei cedo para estar no Farol da Barra na hora programada e, principalmente, porque não pretendia pagar coca cola. Ao chegar, ainda “de madruga”, já encontrei  Serjão  e .... vindo do “terceiro turno”. Depois disso foram chegando mais Muralistas e “não Muralistas”. O prazo se esgotava para quem não quisesse pagar coca cola, inclusive para o “chefe” Elsão que, estranhamente, demorava a chegar. Digo estranhamente porque sempre é o primeiro a estar no local dos encontros.
Mas eis que, já posicionada a faixa estendida pelos Muralistas, com apelo e incentivo ao uso da bike, chega “se arrastando” nosso amigo JOSA. Não se soube se teria chegado sonolento por mera insônia ou se, também, estaria vindo do terceiro turno. O certo é que, chegada a hora e já com a faixa estendida “Respeite o Ciclista – Um Carro a Menos", postamo-nos atrás da mesma para a foto oficial, que também significava a primeira prova de que o “cabra” tinha iniciado a volta dos três faróis e sem a qual não alcançaria o mérito de tê-la concluído.
Antes mesmo da largada, já imaginava a subida da ladeira da barra como o primeiro desafio a superar. Mas, para minha grata surpresa, o roteiro foi modificado e pegamos a centenário e, logo depois, o “ladeirão” da contorno (nessa até eu vou!!!). No Largo de Roma alguém resolveu que iria pagar coca cola e furou o pneu. O primeiro “pit stop” oficial foi na Igreja do Bomfim para agradecer pelos pedais realizados e pedir proteção para os que virão. Dali, já “protegidos” rumamos para o farol de Humaitá, onde concluímos a primeira etapa.
Logo após a foto obrigatória – segunda prova da participação da volta – demos início à etapa seguinte. Mais uma vez o roteiro do ano anterior foi modificado. Pegamos sete portas ao invés da avenida Bonocô. Na Ladeira do Cabula um “cabra” resolveu parar no meio da pista, causando um pequeno acidente, mas sem maiores consequência, exceto no joelho do biker André, que sofreu pequenas escoriações. Após a descida de Pernambués, só restava encarar o CTM. Pior para quem estava de “speed”.
O fato de chegar ao farol de Itapuã já merecia prêmio, sobretudo para quem estava fora de forma, como era o meu caso. Para “coroar” o cansaço tínhamos de arrastar a bike pela areia até o farol, para a foto oficial, isso para quem quisesse ter a terceira prova de efetiva participação na volta dos três faróis. Tirada a foto, só nos restava o retão da orla para chegar novamente a Barra e fechar o circuito. Esse, porém, era o pior trecho, pois o sol resolveu “dar uma esquentada”.
Esse trecho serviu para separar os “pôneis malditos” dos “velozes e furiosos”, rsrsrs. No meu caso, infelizmente, me coloquei na primeira categoria, ficando a cada instante mais distanciado da liderança. A galerinha da frente, liderado pelo nosso amigo Elsão, ainda teve tempo de fazer “uma ponta” no programa esportivo Zona de Esporte da BAND, cujo vídeo já foi postado no site do Mural.
Fiquei  literalmente para trás. Na altura do Jardim de Alah, entretanto, fui recompensado. Sem condições de continuar, em razão do cansaço, do sol escaldante e, principalmente, porque minha bike “pregava” no chão, em razão dos pneus “super” birrados, fiz um pit stop obrigatório e, aproveitando um serviço prestado pela CAAB (Caixa de Assistência aos Advogados da Bahia) fiz umas massagens reparadoras. Depois, já reestabelecido e re-hidratado, tomei o rumo do Farol da Barra. Missão cumprida!!!
Bom... não é que eu não tenha completado a volta... só cheguei um pouco atrasado. Mas segundo informações colhidas de alguns Muralistas “infiltrados”, teve gente que chegou se arrasando, “pedindo pinico”!!!
O importante, entretanto, é que, mais um ano nos congratulamos, comemoramos e nos fortalecemos como amantes do esporte. Embora só estejamos na 2ª edição da Volta, já podemos considerar esse evento uma marca oficial do calendário do Mural de Aventuras. Já estamos ansiosos para a 3ª edição em 2013 da Volta dos Três Faróis!!!
A todos Muralistas e não Muralistas, aos ciclistas e amadores do esporte, um feliz natal e um ano novo cheio de boas realizações e muito pedal.
“Vumbora” Mural !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Vilares.
VEJA O VÍDEO ABAIXO. LIGA O SOM!  
CLIQUE NAS IMAGENS PARA AMPLIAR


























































































































Um comentário:

Ed disse...

A 2ª Volta dos Três Faróis foi um sucesso...um evento bem organizado e conduzido pelo Mural de Aventuras com a participação numerosa de vários bikers que tiveram a oportunidade de superar esse desafio!Parabens a todos, 2013 tem mais.